Fenômeno deixa rio coberto por ‘tapete verde’ no Extremo-Oeste de SC

Apesar da bela paisagem, a proliferação das plantas sob o rio está associada à poluição

Um curioso fenômeno chamado de ‘tapete verde’ deixou o Rio das Flores, na divisa entre os municípios de Bandeirante e Belmonte, no Extremo-Oeste catarinense, coberto por vegetação, mudando completamente a paisagem. O caso foi registrado nesta quarta-feira (6) na região.

Rio ficou coberto por plantas, dando a impressão de um extenso ‘tapete verde’ – Foto: Cristian LoshRio ficou coberto por plantas, dando a impressão de um extenso ‘tapete verde’ – Foto: Cristian Losh

Apesar da beleza do local, de acordo com o biólogo Jackson Preuss, este fenômeno está associado à poluição ambiental. “A proliferação dessas plantas ocorrem devido à liberação de matéria orgânica na água, como contaminação por esgoto não tratado, fertilizantes agrícolas, dejetos de animais e outros”, explica.

As plantas são chamadas de alfaces d´água. Porém, não são comestíveis para os humanos. “Ela possui cristais tóxicos que podem causar náuseas, ardor, vômitos e diarreia”, alerta o biólogo.

Fenômeno está associado à poluição do rio – Foto: Cristian LoshFenômeno está associado à poluição do rio – Foto: Cristian Losh

Em períodos quentes e, especialmente na primavera, é comum haver a aparição das alfaces d’águas. No entanto, por se tratar de um problema ambiental, podem aparecer em qualquer período do ano.

“Existem alguns métodos de controle por meio de herbicidas ou até mesmo a liberação de peixes para que eles se alimentem dessas plantas, mas esses meios não são tão eficientes. A melhor solução é cessar a poluição”, finaliza Preuss.

Confira o vídeo:

Vídeo mostra o extenso ‘tapete verde’ sobre o rio – Vídeo: Cristian Losh

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Meio Ambiente

Loading...