Florianópolis vai reciclar 100% dos eletroeletrônicos e eletrodomésticos descartados

Prefeitura e Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos assinam Termo de Cooperação para destinação ambientalmente correta dos materiais

Referência na gestão de resíduos sólidos no Brasil há mais de 30 anos e primeira Capital a assumir a meta ‘Lixo Zero 2030’, Florianópolis agora dá um relevante passo na destinação ambientalmente correta de eletroeletrônicos e eletrodomésticos descartados.

Coletores da Comcap recebem eletroeletrônicos sem uso em ecoponto da Capital – Foto: Divulgação PMF/NDColetores da Comcap recebem eletroeletrônicos sem uso em ecoponto da Capital – Foto: Divulgação PMF/ND

A Prefeitura da cidade, que já recolhe em média cinco toneladas por mês de produtos do tipo, acaba de assinar um Termo de Cooperação com a Abree (Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos), cujo propósito é organizar e gerenciar resíduos sólidos, e passa a ser um das 10 administrações do país a certificar nacionalmente a destinação de 100% destes produtos ao sistema de logística reversa.

Neste processo, os eletroeletrônicos e eletrodomésticos e resíduos volumosos podem ser levados até os ecopontos (Itacorubi, Morro das Pedras, Canasvieiras e Capoeiras) da rede SMMA (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) Comcap (Companhia de Melhoramentos da Capital) ou removidos mediante agendamento domiciliar gratuito.

Os aparelhos são encaminhados para São Paulo, mas, na sequência, com a homologação da Weee.do, empresa especializada em manufatura reversa de equipamentos de informática e outros produtos eletroeletrônicos, a desmontagem, e até a remanufatura, poderão ser feitas em Santa Catarina, o que vai gerar novas oportunidades de emprego.

“Já encaminhávamos televisores, computadores, tabletes, notebooks e impressoras, mas não conseguíamos reinserir no ciclo de manufatura reversa aparelhos de maior porte como geladeiras, secadoras ou lavadoras de roupa. Agora, tudo que liga na tomada pode ser entregue nos ecopontos ou retirado em domicílio mediante agendamento com a garantia de que voltará à indústria”, afirma o engenheiro Wilson Cancian Lopes, da Superintendência de Gestão de Resíduos Sólidos da SMMA.

Com a inclusão de todos os aparelhos que são plugados na tomada na reciclagem, o volume destinado adequadamente deve, pelo menos, dobrar na Capital catarinense, segundo o engenheiro sanitarista e sócio-fundador da Weee.do, Mark Rae.

“Esse termo insere Florianópolis no mapa nacional de logística reversa de eletroeletrônicos e eletrodomésticos. É a economia verde e circular que gera emprego e renda a partir de soluções que protegem o meio ambiente e dão novas oportunidades aos materiais”, explica.

Boas práticas ambientais

A destinação ambientalmente adequada dos eletroeletrônicos está adiantada pelo menos cinco anos em Florianópolis por conta da parceria entre a Comcap, o Comitê Para Democratização da Informática (CPDI-SC) e a Weee.do.

Ainda de acordo com Mark Rae, a Capital catarinense já dispõe de pelo menos 25 pontos de entrega voluntária (PEVs) de resíduos eletrônicos, pilhas e baterias, somando os Ecopontos da SMMA Comcap e de iniciativas privadas como a da Acif (Associação Empresarial de Florianópolis).

Produtos que vão para logística reversa – Foto: Divulgação PMF / NDProdutos que vão para logística reversa – Foto: Divulgação PMF / ND

Agora, com a inclusão de 100% dos eletrônicos e eletrodomésticos no processo de reciclagem, a chamada linha branca, que contém gases poluentes prejudiciais a camada de ozônio e que geram maior dificuldade de processamento e destinação, será minimizada.

“Florianópolis já é a Capital que mais recicla, a primeira a assumir metas lixo zero e a única que oferece coleta seletiva flex nas frações recicláveis, só vidro, só orgânicos e rejeitos. Essa parceria é fundamental para fazer avançar a logística reversa de eletroeletrônicos e eletrodomésticos que, infelizmente, junto com móveis, ainda estão entre os principais itens descartados de forma irregular nas ruas da cidade”, aponta o secretário municipal do Meio Ambiente, Fábio Braga.

Conscientização sobre reciclagem

A assinatura do Termo de Cooperação com a Prefeitura de Florianópolis, permite que a Abree expanda suas ações de logística reversa e avance na conscientização comunitária sobre o papel fundamental da reciclagem.

“Florianópolis já apresenta um avanço muito importante quando se trata de reciclagem. Agora chegamos com esta parceria para ampliar e investir em novas ações para que a conscientização se torne um hábito valioso para a população, para o meio ambiente e toda a cadeia da economia circular do estado”, explica Sergio de Carvalho Mauricio, presidente da Abree.

Tanto os cinco ecopontos da rede SMMA Comcap, que atendem Centro, Continente, Norte e Sul da Ilha de Santa Catarina quanto o sistema de remoção de resíduos volumosos por agendamento domiciliar já recebem produtos pós-consumo que vão de fone de ouvido à geladeira.

Moradora de Florianópolis, Marina de Figueiredo fez questão de levar uma televisão sem uso até o Ecoponto do bairro Itacorubi, região Leste da Ilha.

“Essa já é a terceira vez que venho até aqui, desde que soube, há um tempo, sobre o recebimento aqui no Ecoponto”, diz ela, que enxerga a importância de estar destinando corretamente um eletrodoméstico.

Marina Figueiredo leva televisão que seria descartada no ecoponto do bairro Itacorubi – Foto: Reprodução Vídeo Divulgação PMF/NDMarina Figueiredo leva televisão que seria descartada no ecoponto do bairro Itacorubi – Foto: Reprodução Vídeo Divulgação PMF/ND

Na outra ponta da cadeia, Jefferson Gonçalves dos Santos, da Comcap, explica como funciona a dinâmica nos ecopontos.

“É possível entregar aqui todos os dias, de domingo a domingo, das 7h às 19h. Recebemos praticamente todos os tipos de materiais. As únicas restrições são gesso e amianto”, informa.

Jefferson Gonçalves explica o horário de a dinâmica de funcionamento dos ecopontos – Foto: Reprodução Vídeo Divulgação PMF / NDJefferson Gonçalves explica o horário de a dinâmica de funcionamento dos ecopontos – Foto: Reprodução Vídeo Divulgação PMF / ND

Confira a lista de ecopontos em Florianópolis:

Ecoponto Itacorubi
(Rodovia Admar Gonzaga, 72)
Todos os dias, das 7h às 19h
(48) 3261 4816

Ecoponto Morro das Pedras
(Rua Francisco Vieira, 198, em frente à Padaria Moreira)
Todos os dias, das 7h às 12h e das 13h às 19h
(48) 3338 4506

Ecoponto Canasvieiras
(Rua Desembargador Maurílio Coimbra, próximo campo da Amocan)
Segunda a sábado, das 7h às 17h30min
(48) 3266-1445

Ecoponto Capoeiras
(no Terminal de Capoeiras, Rua Professor Egídio Ferreira, s/n)
Todos os dias, das 7h às 12h e das 13h às 19h

Ecoponto Monte Cristo
(Rua Professor Joaquim, Nabuco, 2948, ao lado da Associação Recicladores Esperança Aresp)
Todos os dias, das 7h às 19h
Não recebe eletroeletrônicos, eletrodomésticos e resíduos de poda nem entulho.

Veja aqui a lista de materiais recebidos, as quantidades e outras informações de entrega e retirada gratuita em domicílio.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...