Fotos: as novas espécies de aves registradas em SC

Número saltou de 596 para 715, em 25 anos. Crescimento se deu em razão da expansão do número de ornitólogos e de faculdades de biologia no Estado

Nos últimos 25 anos, o número de aves registradas em Santa Catarina saltou de 596 para 715, conforme<a href= os registros do site Aves de Santa Catarina. São 119 espécies que os ornitólogos descobriram viver no Estado nesse período. As fotos foram retiradas do Wikimedia Commons, de indivíduos fotografados ao redor do mundo – Foto: Wikimedia Commons/Divulgação/ND" >
1 7

Nos últimos 25 anos, o número de aves registradas em Santa Catarina saltou de 596 para 715, conforme os registros do site Aves de Santa Catarina. São 119 espécies que os ornitólogos descobriram viver no Estado nesse período. As fotos foram retiradas do Wikimedia Commons, de indivíduos fotografados ao redor do mundo – Foto: Wikimedia Commons/Divulgação/ND

O aumento no número de registros se dá em razão da maior quantidade de ornitólogos e de faculdades de formação, explica Lenir Alda do Rosário, ornitóloga e organizadora do site. A expansão na pesquisa possibilitou o maior conhecimento da nossa avifauna. Na foto, a garça-real Foto: Bernard Dupont/Wikimedia Commons/ND
2 7

O aumento no número de registros se dá em razão da maior quantidade de ornitólogos e de faculdades de formação, explica Lenir Alda do Rosário, ornitóloga e organizadora do site. A expansão na pesquisa possibilitou o maior conhecimento da nossa avifauna. Na foto, a garça-real Foto: Bernard Dupont/Wikimedia Commons/ND

Uma resolução de 1986 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) também contribuiu para o avanço do conhecimento. A norma passou a exigir estudos mais detalhados para permitir intervenções ambientais. Na foto, a pardela-de-óculos, espécie ameaçada e migrante. Ela foi registrada em SC entre os anos de 2010 e 2018, em municípios da Grande Florianópolis e do Vale do Itajaí  – Foto: Brian Gratwicke/Wikimidia Commons/Divulgação/ND
3 7

Uma resolução de 1986 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) também contribuiu para o avanço do conhecimento. A norma passou a exigir estudos mais detalhados para permitir intervenções ambientais. Na foto, a pardela-de-óculos, espécie ameaçada e migrante. Ela foi registrada em SC entre os anos de 2010 e 2018, em municípios da Grande Florianópolis e do Vale do Itajaí  – Foto: Brian Gratwicke/Wikimidia Commons/Divulgação/ND

O sabiá-de-óculos foi registrado pela primeira vez no Estado em 2003, no município de Blumenau. Os registros podem ser feitos quando o observador vê o pássaro ou o escuta. – Foto: Don Faulkner/Wikimedia Commons/Divulgação/ND
4 7

O sabiá-de-óculos foi registrado pela primeira vez no Estado em 2003, no município de Blumenau. Os registros podem ser feitos quando o observador vê o pássaro ou o escuta. – Foto: Don Faulkner/Wikimedia Commons/Divulgação/ND

O pássaro papa-moscas-do-campo, registrado em SC nos anos de 2007 e 2008, na Serra de SC. O crescimento nos registros também foi causa das facilitações advindas com a tecnologia. Com bancos de dados online, câmeras e gravadores melhores, o ofício do ornitólogo ficou um pouco mais fácil – Foto: Hector Bottai/Wikimedia Commons/Divulgação/ND
5 7

O pássaro papa-moscas-do-campo, registrado em SC nos anos de 2007 e 2008, na Serra de SC. O crescimento nos registros também foi causa das facilitações advindas com a tecnologia. Com bancos de dados online, câmeras e gravadores melhores, o ofício do ornitólogo ficou um pouco mais fácil – Foto: Hector Bottai/Wikimedia Commons/Divulgação/ND

A Marreca-de-asa-azul, registrada em 2019, em Joinville – Foto: Marlin Harms/Divulgação/ND
6 7

A Marreca-de-asa-azul, registrada em 2019, em Joinville – Foto: Marlin Harms/Divulgação/ND

A Sanã-amarela. As únicas duas vezes que indivíduos da espécie foram registrados no Estado ocorreram nos anos de 2006 e 2014. A lista completa de registros de aves em SC pode ser conferida no site “Aves de Santa Catarina” – Foto: Hector Bottai/Wikimedia Commons/Divulgação/ND
7 7

A Sanã-amarela. As únicas duas vezes que indivíduos da espécie foram registrados no Estado ocorreram nos anos de 2006 e 2014. A lista completa de registros de aves em SC pode ser conferida no site “Aves de Santa Catarina” – Foto: Hector Bottai/Wikimedia Commons/Divulgação/ND

+

Meio Ambiente