Imóveis na Lagoa da Conceição são inspecionados para mapear esgoto irregular

Equipes visitarão todos os imóveis do bairro mediante agendamento feito pelo morador ou proprietário; ação visa regularizar o saneamento básico na região

Ligações irregulares de esgoto serão inspecionadas na Lagoa da Conceição. As ações de educação e inspeção realizadas por meio do Programa Trato pela Lagoa, tem como objetivo diagnosticar o tratamento e a disposição do esgoto produzido pela comunidade e regularizar o saneamento básico na região.

Programa de fiscalização semelhante ao Trato pelo Capivari está implementado na Lagoa da Conceição. Foto: Tito Pereira/Divulgação/NDPrograma de fiscalização semelhante ao Trato pelo Capivari está implementado na Lagoa da Conceição. Foto: Tito Pereira/Divulgação/ND

Para isso, as equipes visitarão todos os imóveis do bairro, mediante agendamento feito pelo morador ou proprietário e prestarão consultoria técnica gratuita aos moradores mediante a situação das ligações sanitárias de cada imóvel, com o objetivo de orientar a correção em caso de alguma irregularidade.

A iniciativa, inspirada do programa Trato pelo Capivari, implantado no Norte da Ilha para coibir a disposição irregular de esgoto no Rio Capivari, é executada pela Casan em parceria com a Prefeitura de Florianópolis e a Tec Civil Construções.

“O Trato Pela Lagoa fará um diagnóstico do tratamento e da disposição do esgoto produzido na Lagoa e oportunizará aos moradores, com inspeções diárias e equipes nas ruas todos os dias, a regularização de casas, condomínios e estabelecimentos comerciais da região”, afirma o engenheiro Francisco Pimentel, chefe da Agência Florianópolis da Casan.

O programa tem duração inicial de um ano, com possibilidade de renovação, e abrange a área central da Lagoa da Conceição, o Canto da Lagoa, o Porto da Lagoa e o Canto dos Araçás, que têm áreas atendidas e outras atendidas pela rede coletora de esgoto.

“A mensagem principal que queremos passar com o Trato é a de que todos nós, no saneamento, compartilhamos responsabilidades e devemos cuidar da destinação do esgoto gerado por cada um”, completa Pimentel.

As inspeções do programa tiveram início ainda em fevereiro, com a distribuição de comunicados e a realização de vistorias. O programa conta com 12 técnicos, divididos em seis equipes, além da coordenação.

Após a conclusão dos testes durante a inspeção, se o imóvel é considerado irregular, o responsável recebe um documento de orientações para a regularização, com prazos que variam de 30 dias, para problemas mais simples, a improrrogáveis 15 dias, em casos de esgoto na galeria pluvial.

O Trato Pela Lagoa tem sede instalada na Rua Altenor Viêira, n. 132, aberta à população. O telefone para contato e agendamento de inspeção é (48) 3209-4929 (WhatsApp).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Meio Ambiente