Lagoa da Conceição: Vereadores formam comissão para fiscalizar desastre

Vereadores participarão das tratativas para ressarcimento dos moradores e pescadores atingidos pelo rompimento Rompimento da estrutura da Casan na Lagoa da Conceição

A Câmara de Vereadores de Florianópolis vai formar nesta semana uma comissão para acompanhar as tratativas em torno do rompimento da estrutura da Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) na última segunda-feira (25), na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. A Comissão foi anunciada nesta quarta-feira (27).

Vereadores acompanharão tratativas para atender moradores e pescadores atingidos pelo rompimento da estrutura na Lagoa da ConceiçãoSituação da Lagoa da Conceição na manhã desta segunda-feira (25) – Foto: Felipe Carneiro/Especial para o ND

Os vereadores acompanharão as negociações a serem realizadas para ressarcir os danos ambientais e materiais sofridos pelos moradores e pescadores afetadas com o ‘crime violento’, como classificou o presidente da casa, o vereador Roberto Katumi (PSD).

Para tanto, eles participarão das negociações, levando ao plenário a situação das tratativas. A proposta é auxiliar na fiscalização e na cobrança de ações para assistir os atingidos. Katumi estima que os trabalhos da comissão devam ser acompanhados pela casa legislativa a partir da próxima semana.

De acordo com o presidente da Câmara, a comissão será formada por três ou quatro vereadores que moram ou conheçam a Lagoa da Conceição. O presidente convidou os vereadores Marquito (PSOL) e Renato da Farmácia (PSDB), que aceitaram integrar a equipe.

Os vereadores Priscila Fernandes (Podemos), Carla Ayres (PT) e Dalmo (DEM) também se propuseram. A Comissão final será definida ainda nesta semana.

Desastre ambiental

O rompimento da estrutura que armazenava esgoto tratado ilhou a Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição. Análise laboratorial constatou contaminação por esgoto doméstico e sanitários, com altos níveis de nitratos, fósforo, nitrito e nitrogênio amoniacal em razão do rompimento.

A Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis) anunciou nesta quarta-feira que irá multar a Casan. O valor será definido após a Fundação avaliar análises enviadas pela pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e pelo IMA (Instituto do Meio Ambiente).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Meio Ambiente