Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


MPF faz novas recomendações à Casan sobre desastre ambiental em Florianópolis

Procuradora da República Annalucia Hartmann pediu, entre outras coisas, contratação de uma empresa independente para "aferição dos danos materiais nas casas afetadas"

Rompimento de estrutura da Casan aconteceu no dia 25 de janeiro – Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/NDRompimento de estrutura da Casan aconteceu no dia 25 de janeiro – Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/ND

O MPF (Ministério Público Federal) fez novas recomendações à direção da Casan sobre o caso do rompimento da lagoa de infiltração da Lagoa da Conceição, ocorrido no último dia 25.

No documento, a procuradora da República Annalucia Hartmann pede a contratação de uma empresa independente para aferição dos danos materiais nas casas afetadas, além da restauração do fornecimento de energia elétrica e de tratamento de esgotos na área.

Solicita ainda que a Casan forneça alojamento adequado e alimentação aos desabrigados, garanta a segurança das propriedades – para evitar roubos ou depredação – e realização de reunião presencial com representantes das famílias no local.

O MPF, que deu prazo deu prazo de 24 horas para comprovação das providências, requisitou também informações sobre “as medidas técnicas adotadas para mitigar os efeitos danosos do incidente para a flora e a fauna da Lagoa, bem como para a continuidade da prestação de serviço de tratamento de esgotos na região da ETE”.