Nuvem de gafanhotos muda de rota e deve se afastar de Brasil e Uruguai

Segundo entomologista da Epagri, mudanças climáticas altereram previsão de movimentação dos insetos; monitoramento continua

A nuvem de gafanhotos, que segundo cálculos divulgados por especialistas na última sexta-feira (26) estava se dirigindo ao Uruguai, teve uma alteração na rota e deve ir em direção ao Oeste, de acordo com atualizações da Senasa (Servicio Nacional de Sanidad y Calidad Agroalimentaria), órgão do governo argentino que monitora os insetos.

De acordo com o entomologista da Epagri, Leandro Delalibera Geremias, as mudanças climáticas influenciaram na previsão da movimentação dos gafanhotos. No entanto, a Epagri continua em contato com a Senasa e monitorando a situação.

Nuvem de gafanhotos deve se afastar de Brasil e Uruguai – Foto: Arquivo/Pixabay/Divulgação/NDNuvem de gafanhotos deve se afastar de Brasil e Uruguai – Foto: Arquivo/Pixabay/Divulgação/ND

Com a nova mudança na previsão de rota, os gafanhotos não devem chegar nem ao Brasil, nem ao Uruguai. Conforme informações de Leandro Geremias, segundo a última atualização os gafanhotos estavam localizados na cidade de Curuzu Cuatiá, na província de Corrientes, na Argentina.

Leia também:

Ele ressalta que as atualizações de localização dos insetos não são em tempo real, visto que as informações passam do governo argentino até o Ministério da Agricultura brasileiro.

Além disso, a movimentação dos gafanhotos é muito rápida, por isso a Epagri permanece em contato com o Senasa e com monitoramento constante.

Ainda de acordo com o entomologista da Epagri, o governo argentino vem realizando pulverizações para tentar diminuir a nuvem de gafanhotos.

Foram realizadas ações na última sexta-feira (26) e no domingo (28). A primeira teve um resultado de 15% de eficiência. Já quanto à segunda, as apurações ainda não chegaram até os profissionais da Epagri.

+ Meio Ambiente