Operação atua contra extração ilegal de madeira no Médio Vale do Itajaí

A operação vistoriou seis serrarias onde foram identificados mais de 100 m³ de madeira nativa sem origem confirmada

Uma operação liderada pelo IMA (Instituto do Meio Ambiente) vistoriou seis serrarias em Doutor Pedrinho, no Médio Vale do Itajaí, nesta sexta-feira (28). Nessas visitas, foram identificados mais de 100 m³ de madeira nativa sem origem confirmada, resultando em dois autos de infração, quatro notificações, uma apreensão e um termo de embargo.

No local, foi possível verificar aberturas de estradas, diversas árvores cortadas, inclusive espécies ameaçadas de extinção como imbuia (Ocotea porosa) e canela-preta (Ocotea catharinensis).

Além do IMA, fizeram parte da operação a Polícia Civil, Polícia Militar Ambiental, Ibama, Funai e Batalhão Aéreo. Batizada de ‘Operação Madeira de Lei’, a ação tem o objetivo de desmantelar esquema de extração e venda ilegal de madeiras nativas na área de sobreposição entre a Reserva Biológica Estadual do Sassafrás e a Terra Indígena Ibirama-Laklãnõ.

A operação

Além da coibição dos crimes, a operação conseguiu colher informações como o modo de operação dos grupos, o que será fundamental para acabar com o esquema de extração e venda ilegal de madeira nativa e garantir a conservação da Reserva Biológica do Sassafrás e da Terra Indígena.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Meio Ambiente