Praça de Potecas, em São José, terá a ‘Lagoa da Casan’ como vizinha

O mau cheiro que todos os dias domina o ar de Potecas e de bairros dos arredores começou na década de 1990

Um pedido antigo dos moradores do bairro Potecas, em São José, será atendido pela prefeitura. A localidade terá uma praça com equipamentos de lazer e esporte, cujo projeto de construção está em fase de conclusão.

A área já foi escolhida, fica próxima à UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro e também ao local que há décadas é motivo de muitas reclamações da população daquela região, a ‘Lagoa da Casan’.

Estação de Tratamento de Esgoto conhecida como Lagoa da Casan é alvo de muitas reclamações – Foto: Marcela Ximenes/ND

O mau cheiro que todos os dias, alguns mais e outros menos, domina o ar de Potecas e de bairros dos arredores, como o Lisboa e o Ceniro Martins, começou na década de 1990 quando a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Potecas foi instalada no bairro a contragosto dos moradores.

“A lagoa não deveria ter sido instalada, mas não dá para discutir o passado. É o espaço que temos e não podemos deixar de aplicar os recursos públicos”, argumenta o secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos de São José, Rodrigo de Andrade.

De acordo com o secretário, a prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, tem cobrado da presidência da Casan (Companhia Catarinense de Água e Saneamento) uma solução que ponha fim ao desconforto de quem convive diariamente com o mau cheiro.

Área onde será construída a Praça de Potecas – Foto: Marcela Ximenes/ND

Área será valorizada

Por outro lado, a construção da praça resolverá, pelo menos em parte, uma situação que desabona a vizinhança. Um dos terrenos que será utilizado para o novo equipamento público serve como um depósito clandestino de lixo. Há móveis, colchões, entulho de construção civil e uma variedade de produtos que poderiam ser reciclados, mas que são queimados rotineiramente.

“A comunidade deve adotar o espaço público, porque é dela. A praça vai valorizar o local, mas precisa ser cuidada pelos moradores”, comenta o secretário. Segundo ele, muitos parques e praças entregues novos ou revitalizados foram adotados pelos cidadãos. Como exemplo ele cita o Parque do Lisboa.

A nova praça

A Praça de Potecas terá duas áreas. De um lado, equipamentos de lazer para crianças e quadras poliesportivas. Do outro, haverá um espaço dedicado à incentivar a população idosa do bairro a se exercitar, na academia ao ar livre, e a socializar com os vizinhos.

O investimento estimado para a construção da nova praça é de aproximadamente R$ 500 mil. A licitação deve ser lançada em fevereiro e a expectativa é de que as obras comecem em março.

O que diz a Casan

Em agosto passado, a Casan afirmou ao ND+ que a ETE passaria por uma modernização a partir do começo desse semestre e que os serviços estavam na etapa orçamentária. Procurada, a companhia disse a ETE não passará mais por revitalização conforme anunciado meses atrás.

Conforme o diretor de Operação e Expansão da Casan, Fabio Krieger, será implantada uma nova Estação de Tratamento de Esgoto, em concreto armado, o que vai permitir desativar as lagoas existentes.

O projeto está em fase final de elaboração e estará apto a ser licitado no segundo semestre deste ano, segundo Krieger. O investimento estimado é de R$ 110 a R$ 120 milhões e o prazo de construção é de 1.080 dias, quase três anos, após o início da obra.

Leia também:

Após críticas da população, estação de tratamento de esgoto será revitalizada em São José

+

Meio Ambiente