Redes de pesca irregulares são encontradas no caminho de baleias em BC

Pelo menos três baleias-jubartes foram avistadas entre as praias de Laranjeiras, Taquaras e no Estaleiro

Cerca de 18 redes de pesca irregulares foram apreendidas no mês de maio, durante o início da Safra da Tainha, só em Balneário Camboriú. Nesta segunda-feira (31), uma rede de espera, ou seja, fixa, foi apreendida perto de baleias-jubartes avistadas entre as praias de Laranjeiras, Taquaras e no Estaleiro.

Redes estavam no caminho de baleias nas praias agrestes de Balneário Camboriú – Foto: Prefeitura de BC/DivulgaçãoRedes estavam no caminho de baleias nas praias agrestes de Balneário Camboriú – Foto: Prefeitura de BC/Divulgação

A Departamento de Fiscalização da SEMAM (Secretaria do Meio Ambiente) apreendeu a rede de espera, que é proibida por lei Municipal e Federal, e que pode resultar na morte de animais marinhos, como as baleias.

Redes proibidas

De acordo com a legislação que rege o período da Safra da Tainha, o uso de redes do tipo feiticeira e de malha, ou de equipamentos como cilibrim e fisgas.

A rede de pesca tipo feiticeira é proibida o ano inteiro, devido aos danos que gera ao meio ambiente. As redes irregulares encontradas são apreendidas e encaminhadas para os procedimentos corretos de descarte.

A temporada de pesca da tainha compreende o período de 1º de maio até 31 de julho.

Redes de espera são proibidas por lei Municipal e Federal – Foto: Prefeitura de BC/DivulgaçãoRedes de espera são proibidas por lei Municipal e Federal – Foto: Prefeitura de BC/Divulgação

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Meio Ambiente