Sobe o número de praias impróprias para banho em SC

Fortes chuvas, esgoto clandestino e alto número de pessoas transitando pela áreas litorâneas do Estado influenciam na queda da qualidade da água

O novo relatório de balneabilidade das praias de Santa Catarina, divulgado pelo IMA (Instituto do Meio Ambiente), nesta sexta-feira (14), apresentou queda no números de pontos aptos para banho no Estado. Dos 231 pontos analisados entre os dias 10 e 14 de janeiro, 90 estão impróprios para banho, contra 71 impróprios considerados entre os dias 3 e 7 do mesmo mês.

Cerca de 69% dos pontos analisados pelo IMA estão próprios para banho de mar – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/NDCerca de 69% dos pontos analisados pelo IMA estão próprios para banho de mar – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND

Com isso, a conta dos locais aptos para os banhistas fechou em 141 na última semana analisada, contra 160 na semana anterior. Só em Florianópolis, por exemplo, onde 87 pontos têm amostras coletadas, 60 estão em condições de receber banhistas, ou seja, 69,0%.

Para o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental do IMA, Fábio Castagna da Silva, há muitos fatores que podem ter representado essa queda na qualidade das águas catarinenses.

“As fortes chuvas que ocorrem no verão alteram, significativamente, a qualidade da água, pois levam a sujeira de ruas e galerias de água ao mar. As ligações de esgoto clandestinas e o aumento da quantidade de pessoas que visitam os balneários neste período, também são fatores que acabam sobrecarregando os sistemas de tratamento de efluentes, o que afeta diretamente nos resultados das pesquisas”, analisa Fábio.

Como é feita a avaliação do IMA?

As águas de 27 municípios do Litoral catarinense são analisadas. Nas regiões de balneário da cidade, o IMA coleta amostras e, após análise, é possível determinar se o local está contaminado por esgoto doméstico.

Em geral, é feita a contagem da bactéria Escherichia Coli, cujo habitat primário é o trato gastrintestinal de humanos e outros animais de sangue quente.

Um balneário é considerado impróprio para banho quando em mais de 20% das amostras coletadas nas cinco semanas anteriores a quantidade dessa bactéria seja superior a 800 por 100 mililitros ou se, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia Coli por 100 ml.

Para que um ponto volte a ser considerado balneável, a quantidade de Escherichia Coli deve estar abaixo de 800 por 100 ml em 80% ou mais das coletas nas cinco semanas seguintes.

Veja as cidades onde houve coleta de água:

  •  Araranguá;
  • Balneário Arroio do Silva;
  • Balneário Gaivota;
  • Balneário Camboriú;
  • Balneário Barra do Sul;
  • Balneário Rincão;
  • Barra Velha;
  • Biguaçu;
  • Bombinhas;
  • Florianópolis;
  • Garopaba;
  • Gov. Celso Ramos;
  • Imbituba;
  • Itajaí;
  • Itapema;
  • Itapoá;
  • Jaguaruna;
  • Joinville;
  • Laguna;
  • Navegantes;
  • Palhoça;
  • Passo de Torres;
  • Penha;
  • Balneário Piçarras;
  • Porto Belo;
  • São Francisco do Sul;
  • São José.
+

Meio Ambiente

Loading...