Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Unidades de conservação de Florianópolis vão ter, finalmente, planos de manejo

Cobrada pelo Ministério Público estadual, prefeitura lançou um pregão para elaboração dos documentos

Em meio às tratativas sobre um possível TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público, por conta de um inquérito civil aberto pela 22ª Promotoria de Justiça da Capital em 2017, a Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) lançou um pregão para a contratação da elaboração dos planos de manejo de sete unidades de conservação.

O edital publicado no Diário Oficial do último dia 16 contempla o Monumento Natural Municipal da Galheta, o Monumento Natural Municipal da Lagoa do Peri, o Parque Natural Municipal das Dunas da Lagoa da Conceição, o Refúgio da Vida Silvestre Municipal Meiembipe, o Parque Natural Municipal da Lagoinha do Leste, o Parque Natural Municipal do Maciço da Costeira e o Parque Natural Municipal Lagoa do Jacaré das Dunas do Santinho.

Monumento Natural Municipal da Lagoa do Peri – Foto: Floram/DivulgaçãoMonumento Natural Municipal da Lagoa do Peri – Foto: Floram/Divulgação

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Fábio Braga, a iniciativa cumpre uma “demanda histórica”, com o objetivo de resguardar os territórios das unidades e assegurar “a gestão efetiva dos espaços protegidos”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...