Vídeo: Peixes aparecem mortos em ribeirão de Blumenau

Moradores relatam ter percebido a situação em diversos pontos do ribeirão da Velha na manhã desta terça-feira

Moradores do bairro Velha perceberam, ao olhar para o ribeirão que corta diversas ruas, que os peixes estavam mortos. Equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) se deslocaram para o local na manhã desta terça-feira (3) para analisar a situação.

Fotos feitas próximo à rua Gustavo Budag, mas animais mortos foram encontrados em diversos pontos do ribeirão – Foto: Jean Schnaider/Arquivo Pessoal/NDFotos feitas próximo à rua Gustavo Budag, mas animais mortos foram encontrados em diversos pontos do ribeirão – Foto: Jean Schnaider/Arquivo Pessoal/ND

Jean Schnaider, que vive próximo à Sociedade Vasto Verde, conta que ao acordar foi atrás de casa para observar os animais na água, como costuma fazer diariamente.

“Ontem quando vi estava tudo certo, não sei o que aconteceu, mas hoje estava tudo morto, tudo, tudo”, lamentou Schnaider, que vez ou outra alimenta os peixes que passam às margens da rua Gustavo Budag.

Leia também

De acordo com ele, no trecho em que observou, não havia nada de diferente na água do córrego. Ele gravou um vídeo para registrar a situação (veja abaixo).

Prefeitura investigará mortes

Técnicos da Semmas, antiga Faema, já estão em diversos pontos do ribeirão para investigar o que causou a morte dos animais. Até o momento não há uma resposta.

Porém, segundo o secretário do Meio Ambiente, André Cunha, já há a certeza de que uma fonte poluidora causou o crime ambiental.

Os trabalhos de análise devem apontar de onde veio a substância. A suspeita, pela quantidade de animais atingidos, é que o produto tenha sido despejado no ribeirão por uma empresa.

“Se isso se confirmar, a empresa poderá sofrer sanção da Prefeitura, do Ministério Público e até ter as atividades encerradas”, alertou Cunha à reportagem da NDTV.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Meio Ambiente