Joinvilense disputa título mundial de MMA em Nova Iorque e pode faturar US$ 1 milhão

Natan Schulte enfrenta Loik Radzhabov, na categoria peso leve, na noite desta terça-feira, 31 de dezembro, no Madison Square Garden

Um joinvilense está prestes a conquistar US$ 1 milhão no ringue do Madison Square Garden de Nova Iorque, Estados Unidos, na noite desta terça-feira, 31 de dezembro. Para isso, Natan Schulte, 27 anos, terá de vencer Loik Radzhabov, do Tajiquistão, pelo título da PFL (Professional Fighters League), uma das maiores ligas de artes marciais mistas do mundo.

No cartel do MMA, Natan acumula 19 vitórias, 3 derrotas e um empate- Foto: arquivo pessoalNo cartel do MMA, Natan acumula 19 vitórias, 3 derrotas e um empate- Foto: arquivo pessoal

Lutador profissional de MMA (Artes Marciais Mistas, em português) desde 2011, o joinvilense Natan começou treinar ainda na adolescência e já coleciona títulos na carreira. Ano passado, venceu todas as lutas do mesmo campeonato que começou em maio e faturou o prêmio de US$ 1 milhão.

Natan Schulte com o cheque que ganhou ano passado em Nova Iorque, no  mesmo campeonato – Foto: arquivo pessoal, divulgaçãoNatan Schulte com o cheque que ganhou ano passado em Nova Iorque, no  mesmo campeonato – Foto: arquivo pessoal, divulgação

Este ano, Natan já deixou para trás quatro adversários – a semifinal aconteceu em outubro em Las Vegas – e chega confiante que irá levar para casa mais um cheque de US$ 1 milhão.

“Treinei bastante, me dediquei ao máximo que podia.Vou dar o meu melhor”, resume o campeão. Se ganhar, pretende investir o dinheiro na Bolsa de Valores, como já fez com parte do prêmio conquistado em 2018.

No cartel do MMA, Natan acumula 19 vitórias, 3 derrotas e um empate. Já Loik Radzhabov conta com 13 vitórias, uma derrota e um empate. Com 70 quilos, lutam na categoria peso leve.

Segunda luta pelo título deste ano. Natan venceu por decisão unânime. Foto: arquivo pessoal, divulgaçãoSegunda luta pelo título deste ano. Natan venceu por decisão unânime. Foto: arquivo pessoal, divulgação

A mãe de Natan, o irmão e a esposa estão em Nova Iorque para acompanhar a luta nesta terça. O restante da família ficará em Joinville, com o coração apertado e na torcida. “Vamos acompanhar a luta por um aplicativo. A torcida aqui é geral. Ele estará lá representando Joinville e Santa Catarina”, conta a irmã mais velha Laiza, orgulhosa e cheia de expectativa. “Queremos que Joinville conheça ele”, completa.

Laiza lembra que o irmão sempre gostou de artes marciais e começou a treinar aos 13 anos. Iniciou no Muay Thai e foi bicampeão catarinense de Kickboxing. Aos 17 anos, foi campeão brasileiro de Kickboxing. Chegou a representar o Brasil no Mundial, na Sérvia, mas não levou o título.

Ela conta, ainda, que no início da carreira foi bem difícil. Natan não tinha patrocínio, apenas ajuda da família e amigos. “Mas ele gostava e a gente sempre o incentivou”, frisa. Sobre o medo de ver o irmão se machucar durante uma luta, Laiza disse que sempre há, pois cada luta é diferente. “Mas graças a Deus, ele nunca se machucou sério. Teve apenas uma fratura no pé.”

Hoje, o joinvilense Natan mora em Coral Springs, na Flórida, e treina em uma das mais conceituadas academias no mundo, a American Top Team.

A luta será transmitida a partir das 23h30 aqui no Brasil.

Natan chega confiante que irá conquistar mais um título mundial nesta terça-feira (31) – Foto: arquivo pessoal, divulgaçãoNatan chega confiante que irá conquistar mais um título mundial nesta terça-feira (31) – Foto: arquivo pessoal, divulgação

Leia também:

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

MMA (Artes Marciais Mistas)

Loading...