Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.


Florianópolis está cotada para sediar a etapa brasileira do Miss America Latina Del Mundo

Concurso elege a mais bela mulher de origem latina no planeta. Enquanto isso, os organizadores do Miss Universo anunciam as eleições das misses 2020 e 2021, ambas para este ano

A gaúcha Júlia Guerra, vencedora do Miss America Latina Del Mundo 2013, passou a atuar na organização da etapa nacional do concurso de beleza criado em 1981 para eleger a mais bela mulher de origem latina no planeta.

Júlia Guerra, gaúcha que representou o Brasil e venceu o Miss America Latina Del Mundo 2013 – Foto: Divulgação/NDJúlia Guerra, gaúcha que representou o Brasil e venceu o Miss America Latina Del Mundo 2013 – Foto: Divulgação/ND

Ela foi convidada pelas donas da competição para assumir a franquia, porém indicou um amigo para se responsabilizar e permaneceu na equipe.

Guerra foi a quarta e última brasileira a vencer o título. Antes, conquistaram a faixa: Priscila Maria Furlan (1994, SP), Aline Menezes Resende (1998, RR) e Grace Caroline Martins (2001, SC).

A previsão é realizar a eleição da candidata de 2022 entre novembro e dezembro deste ano. A de 2021 será indicada, sem disputa, por causa da pandemia.

O local ainda está indefinido, mas já se sabe que Florianópolis está cotada e negociam com hotéis. Tudo vai depender do andamento da vacinação contra a Covid-19.

Julia Gama, do Rio Grande do Sul, miss Brasil Universo 2020 – Foto: Divulgação/NDJulia Gama, do Rio Grande do Sul, miss Brasil Universo 2020 – Foto: Divulgação/ND

Enquanto isso, outra gaúcha, Julia Gama, que sucedeu a xará mineira Júlia Horta, no ano passado, também em processo sem concurso, se prepara para representar o Brasil no Miss Universo 2020, em 16 de maio, nos Estados Unidos.

Sim, os organizadores elegerão a misses de 2020 e de 2021 neste ano. A primeira, sucessora da sul-africana Zozibini Tunzi, terá um reinado de sete meses apenas, o mais curto da história.

A segunda será escolhida na 70ª edição do evento, que não se sabe a data ainda. Talvez haverá duas misses com coroas vigentes ao mesmo tempo. Caso inédito, assim como dois papas vivos: Bento 16 e Francisco.