Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.


Julia Gama é a nova miss Brasil Universo

Foto: Divulgação/NDFoto: Divulgação/ND

Acabou o mistério: Julia Weissheimer Werlang Gama, 27 anos, foi anunciada miss Brasil Universo 2020 na noite de quinta-feira (20), por meio do canal no YouTube da nova franquia do concurso, agora, sob comando do empresário Winston Ling.

Coube à miss Universo 2019, a sul-africana Zozibini Tunzi, a honra de revelar, direto de Nova Iorque, o nome da “mulher mais bonita do Brasil” deste ano.

Foto: Divulgação/NDFoto: Divulgação/ND

Ela foi escolhida por uma comissão formada pelo missólogo Roberto Macêdo, que apresentou a transmissão; pelos cineastas Débora Gobitta e Messina Neto; pelo diretor-executivo da SoulTV, Ricardo Godoy; e pelo próprio Ling.

Natural de Porto Alegre, a representante do país no concurso de beleza feminina de maior audiência do planeta recebeu da antecessora, a mineira Júlia Horta, a faixa e a coroa assinada pelo joalheiro Tiago Seixas – cravejada de pedras verdes, amarelas, azuis e brancas, recebeu o nome de “Aquarela Brasileira”.

A coroa da miss Brasil Universo 2020, criada pelo joalheiro Tiago Seixas – Foto: Divulgação/NDA coroa da miss Brasil Universo 2020, criada pelo joalheiro Tiago Seixas – Foto: Divulgação/ND

Para evitar aglomerações na pandemia, não houve eleição. A cerimônia de coroação ocorreu sem plateia e, no palco, estavam apenas Macêdo e as duas misses. É a segunda vez que a miss Brasil é indicada. A primeira foi em 1993, com Leila Schuster, outra gaúcha.

Muito segura e desenvolta, a candidata brasileira ao Miss Universo 2020, que será realizado no primeiro trimestre de 2021, no Estados Unidos, pronunciou-se em português, espanhol, inglês e mandarim fluentes – provavelmente, nunca tivemos uma miss poliglota. E ainda sambou (!) no final.

Júlia Horta, miss Brasil Universo 2019 (à esq.), e Julia Gama, miss Brasil Universo 2020 – Foto: Divulgação/NDJúlia Horta, miss Brasil Universo 2019 (à esq.), e Julia Gama, miss Brasil Universo 2020 – Foto: Divulgação/ND

Sua intimidade com o idioma falado na China se deve ao fato de ela ter morado lá nos últimos três anos, onde trabalhou como modelo e atriz, e onde Ling, também gaúcho, tem negócios e origem (seu pai era chinês).

A propósito, Ling e Julia Gama já se conheciam desde quando ela ostentava a faixa de miss Brasil Mundo (o mais antigo concurso internacional de beleza) de 2014, que ela ganhou no evento realizado no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, pela primeira vez em Santa Catarina. Ele já a tinha na cabeça para o título de agora: a convidou e a comissão sacramentou.

Assista abaixo ao vídeo completo da coração: