Banda do Corpo de Bombeiro festeja aniversário de oito anos

Grupo se apresenta nesta quinta-feira no Juarez Machado

Carlos Junior/ND

Dedicação. Mais de uma centena de músicos participam do grupo

A comemoração dos oito anos de existência da Banda do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville será em grande estilo, nesta noite, no Teatro Juarez Machado. No repertório, uma mescla de peças eruditas, populares e temas de filme. No palco, 40 integrantes usando a farda de gala, usada apenas em apresentações especiais como a de esta noite.

Natan Asase Barbosa, 15 anos, vai estar entre os músicos que prometem encantar a plateia nesta noite. Apesar da pouca idade, toca trompete há dois anos e sabe da responsabilidade que terá nesta apresentação. “Apesar da ansiedade, a felicidade é grande por poder fazer parte desta banda que está construindo uma história tão bonita”, afirma.

A banda atual é um ressurgimento do grupo musical da centenária corporação. Segundo o maestro Voldis Eleazar Sprogis, responsável pela direção musical da banda, há registros de que a instituição tinha um grupo que tocava instrumentos antes da 1ª Guerra Mundial, que começou em 1914. Entre essa batalha e a 2º Guerra Mundial, não houve manifestações, reaparecendo só entre as décadas de 1960 e 1970. “Há informações mais precisas dessa época e descobrimos que a banda tinha uma função bem definida de acompanhar os desfiles comemorativos da cidade e festividades da corporação”, conta.

Convidado a dar corpo à banda em 2004, o maestro Voldis aceitou o desafio pela possibilidade de coordenar um trabalho de longo prazo, que iria priorizar o ensino e preparação musical dos jovens bombeiros mirins. Atualmente, cerca de 150 pessoas, entre bombeiros mirins e voluntários, integram o grupo. A banda principal, que tem 40 componentes, vai se apresentar nesta noite. “Nosso objetivo é transformá-la em sinfônica”, adianta o maestro. A banda mirim tem o mesmo número de integrantes e o corpo coreográfico tem 20.

Pólo de produção

Outro projeto desenvolvido dentro da corporação é o Ponto de Cultura, chamado de Pólo de Produção Musical, que tem 80 alunos. “Aqui, o objetivo é ensinar música aos alunos iniciantes”, diz Voldis Eleazar Sprogis. Todos os projetos são mantidos com recursos das leis de incentivo a cultura dos governos federal, estadual e municipal.

O dinheiro serve para pagar os 10 instrutores, comprar equipamentos, uniformes e partituras. A banda usa equipamentos que eram usados pela Orquestra da Harmonia-Lyra, extinta no século passado. “Os tímpanos, que são instrumentos caros, estão com nossa equipe, que ensaia na corporação”, conta o maestro.

Nestes 8 anos, a banda já fez 290 apresentações entre desfiles, concertos, cerimoniais e apresentações didáticas. A apresentação desta noite faz parte das atividades culturais da 9ª Feira do Livro.

O quê: Concerto Comemorativo aos 8 anos da Banda do CBVJ

Quando: hoje, às 20h

Onde: Teatro Juarez Machado, no Centreventos Cau Hansen

Quanto: gratuito

Informações: (47) 3431-1125 no CBVJ

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Música