Frota é condenado a pagar R$ 60 mil a Caetano por chamá-lo de pedófilo

Em 2017, o deputado federal disse que o cantor cometeu um ato de pedofilia ao começar a namorar a esposa quando ela era menor de idade

Alexandre Frota foi condenado a pagar R$ 60 mil a Caetano Veloso por danos morais. O cantor entrou com o processo em 2017, após o deputado federal (PSDB-SP) acusá-lo de pedofilia no Twitter.

Caetano entrou com um processo contra Frota após acusações feitas no Twitter – Foto: Internet/ReproduçãoCaetano entrou com um processo contra Frota após acusações feitas no Twitter – Foto: Internet/Reprodução

O ex-ator pornô escreveu que o músico cometeu o crime ao se relacionar com a atual esposa, Paula Lavigne, quando ela tinha apenas 13 anos.

Segundo a Folha de S. Paulo, a Justiça do Rio de Janeiro entendeu que as ofensas feitas por Frota “não foram superficiais”. A juíza à frente do caso ainda levou em consideração que os insultos incentivaram pessoas a atacar Caetano nas redes sociais.

Vale lembrar que Olavo de Carvalho também já foi condenado a indenizar o músico pelo mesmo motivo. Em outubro de 2017, o guru do bolsonarismo publicou no Facebook e no Twitter a seguinte mensagem:

“Caetano, prometo jamais chamar você de pedófilo. Em retribuição da gentileza, por favor, invente uma palavra para designar o homem de quarenta anos que come uma garotinha de treze”.

+

Música