Jazzista francês Christian Brenner se apresenta hoje em quarteto, na Célula

Músico apresenta jazz europeu, marcado muito mais pela melodia que pelo ritmo

G Gondin / Divulgação / ND

Brenner é membro ativo da cena musical de Paris, onde dirige uma casa de jazz

O jazz europeu tem menos ritmo e muito mais melodia. É a influência da música clássica, segundo o pianista francês Christian Brenner, que confere uma certa atmosfera de introspecção, bem característica desse gênero no outro lado do Atlântico. O músico, membro ativo do jazz parisiense (ele é considerado inclusive peça indispensável na cena musical de lá), se apresenta hoje na Capital, acompanhado do trio formado pelos brasileiros Arnou de Melo (contrabaixo) e Paulo Steil (bateria) e pelo italiano Lukas Chester Harlan (guitarra).

Brenner há um ano e meio mora parte do tempo em Florianópolis e outra parte em Paris, onde dirige a programação musical de uma famosa casa de jazz. Suas influências musicais passam por Bill Evans, Kenny Barron, Enrico Pieranunzi e Fred Hersch. Num português com sotaque francês marcado, ele falou sobre sua formação em música clássica, que confere ao seu trabalho como compositor alguns padrões selecionados. Sua música é um jazz europeu melódico e interativo.

“O jazz europeu segue essa influência da música clássica, que às vezes o jazz americano não tem. E tem também a influência de música popular francesa ou italiana”, explica o guitarrista, compositor e produtor Lukas Chester Harlan. O italiano conheceu Brenner nas noites regadas a improvisos em Paris, onde mora – no ano que vem também pretende passar uma temporada em Florianópolis.

Do swing ao jazz moderno

No show de hoje, o quarteto apresenta repertório com composições de Christian Brenner, com alguns “standards”, do swing ao jazz moderno, escolhidos em função de sua compatibilidade com o som e a estética do grupo. “Conheci Arnou de Melo e Paulo Steil em Jam sessions”, conta Brenner. “Para mim, interessante é experimentar diferentes estilos.”

O contrabaixista Arnou de Belo mora em Itajaí, onde é dono do estúdio de gravação Porta Voz Estúdios e faz a produção dos artistas da região. Toca música popular brasileira instrumental e jazz no sul do Brasil. Ele tem formação do Instituto de Músicos de Los Ageles, nos Estados Unidos, onde estudou jazz.

O florianopolitano Paulo Steil tem apenas 23 anos e já se destaca como baterista. Começou a tocar aos sete, numa banda de colégio. Já realizou trabalhos de diversos estilos musicais como pop, rock, reggae, forró, samba, bossa nova e jazz. Recentemente participou de trabalhos com os músicos Carlos Ribeiro Júnior, Leo Garcia, Rogério Piva, Rafael Meksenas, Fernando “Trovão” Rocha e Cássio Moura.

Serviço

O quê: Show de Christian Brenner Quartet 
Quando: Hoje, 21h
Onde: Célula Showcase, rod. João Paulo, 75, João Paulo, Florianópolis, tel. 9962 8351
Quanto: Gratuito (ingressos devem ser retirados na Aliança Francesa, rua Visconde de Ouro Preto, 282, Centro, Florianópolis, tel. 3222-8925)

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Música

Loading...