“Pedi autorização”: Anitta se defende de acusações de plágio

Anitta foi acusada de plágio em seu novo single, "Quieto Rumba", que se baseou no funk "Rap das Armas', trilha de "Tropa de Elite"

Anitta usou as redes sociais para se defender da acusação de plágio em seu novo Single, “Quiero Rumba”. Trata-se de uma parceria com Dímelo Flow e Chimbala. Internautas notaram a semelhança entre a canção e o funk “Rap das Armas”, produzido por DJ Marlboro. Essa canção fez parte da trilha sonora de “Tropa de Elite” (2007) nas vozes da dupla MC Júnior e Leonardo.

Relembre o funk “Rap das Armas”:

Em seus Stories do Instagram, Anitta esclareceu que pediu permissão ao DJ Marlboro para fazer “uma releitura” da música. 

“Tem muita gente me acusando de plágio. Gente, não é um plágio, é realmente uma versão, uma releitura de ‘Rap das armas’. Eu pedi autorização, obviamente, antes de lançar, pro DJ Marlboro. Está tudo autorizado, as porcentagens divididas certinhas”, publicou Anitta.

“Vamo parar de reclamar e escutar, porque tá muito boa!”, completou Anitta. O próprio DJ Marlboro veio às redes para confirmar.

“Obrigado talentosa, poderosa, empreendedora e internacionalmente reconhecida Anitta, pela moral e o sempre reconhecimento e preservação de suas origens. Antes que alguém comece a insuflar a discórdia com desinformação, a Anitta pediu sim as autorizações devidas e deu nessa nova música os créditos devidos aos autores originais, Júnior e Leonardo da música ‘Rap das Armas’, que também é trilha do filme ‘Tropa de Elite'”.

+

Música

Loading...