Talvez esteja em Jaraguá, Joinville ou Blumenau: conheça a história da música famosa em SC

Composta na década de 1990, a música faz sucesso e ainda toca nos rádios e bailões por vários estados do Brasil

Não importa se você gosta de rap, rock, samba ou funk. Se você é catarinense, com certeza já ouviu a música que conta a história de um gaúcho louco para conhecer uma mulher de Santa Catarina e, enfim, arrumar uma nora para a mãe. Aliás, quem sabe você até já tenha até se pego cantando “talvez esteja em Jaraguá, Joinville ou Blumenau…” sem conseguir tirar a música da cabeça.

“Vou pra Santa Catarina” foi lançada na década de 1990 pelo grupo Terceira Dimensão e continua fazendo sucesso ainda hoje. Nas redes sociais, sempre aparece alguém “cantarolando” a música, enquanto nos bailões e até nas festas familiares ela continua fazendo as pessoas dançarem.

O responsável pela criação que faz sucesso em terras catarinenses é Flávio Dalcin que, na época, era vocalista do Terceira Dimensão, grupo formado em 1976 na cidade de Horizontina (RS). Ele conta que a música não foi feita para a banda dele, mas sim para outro grupo. 

Flávio Dalcin compôs a música na década de 1990 e diz que ela foi sucesso na hora – Foto: Redes sociais/NDFlávio Dalcin compôs a música na década de 1990 e diz que ela foi sucesso na hora – Foto: Redes sociais/ND

A intenção era ter uma canção que falasse sobre as cidades da chamada região das malhas, como Indaial e Timbó. Isso porque era comum que os lojistas gaúchos viessem para esses municípios comprar roupas para revender no Rio Grande do Sul. “Achei até estranho alguns nomes, como Timbó e Taió, mas fui atrás da pronúncia para rimar, compus a música e dei para o rapaz”, relembra Flávio. 

Até aí, “Vou pra Santa Catarina” não era conhecida por ninguém. Porém, tudo mudou quando o Terceira Dimensão estava fechando mais um trabalho, o sexto da trajetória do grupo. “Faltava uma música para acabarmos. Como o cara ainda não tinha gravado eu disse pra ele ‘me devolve a música que depois eu faço outra pra ti’”, conta o compositor. Com a autorização, a música foi lançada tanto em LP quanto em CD, em 1994.

“Vou pra Santa Catarina” foi lançada em 1994 e foi sucesso instantâneo – Foto: Divulgação/ND“Vou pra Santa Catarina” foi lançada em 1994 e foi sucesso instantâneo – Foto: Divulgação/ND

Sucesso na hora

Perguntado se a música demorou a fazer sucesso, Flávio é enfático: “foi sucesso na hora”. Segundo ele, a música era tão pedida que até outras bandas tinham que tocar. “O conjunto chegava e o proprietário do lugar já perguntava se eles tocavam a música. Se não tocavam, já dizia ‘tá aqui o CD, tem que tocar umas três vezes”, conta.

Segundo ele, a música foi regravada por vários grupos no Brasil e até na Alemanha e em Portugal. “Eu tenho quase 600 músicas e essa é uma das mais importantes com certeza absoluta”, diz Flávio. Ele deixou o Terceira Dimensão há 16 anos, mas junto com a Banda Ouro ainda toca “Vou pra Santa Catarina” em todo show. “Eu toco, pelo menos, duas vezes em cada baile. É sagrado”, destaca.

Flávio acredita que a música faz sucesso porque anima as pessoas. “Ela é considerada uma das músicas que levanta o astral do baile. Se você toca, todo mundo sai pulando”, conta. O sucesso foi tanto que a prefeitura de Timbó, cidade citada na música, homenageou o grupo com uma placa.

No YouTube, apenas um dos vídeos feitos com a música tem mais de 10 milhões de visualizações e os comentários mostram que “Vou pra Santa Catarina” não sai de moda. 

Veja a repercussão da música com os catarinenses:

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Música