144 escorpiões foram capturados neste ano na praia Brava, em Itajaí, 54% menos que em 2018

Atualizado

O número de escorpiões capturados na praia Brava, em Itajaí, reduziu 54% nos primeiros sete meses de 2019 em relação ao ano anterior. A obra de fechamento do gabião (estrutura de drenagem) próximo ao quiosque e ao posto de guarda-vidas 12, em novembro do ano passado, é uma das responsáveis pela diminuição do aparecimento dos animais. O monitoramento da Secretaria de Saúde de Itajaí é feito semanalmente na praia.

Escorpiões presentes na orla da praia são da espécie Tityus serrulatus, conhecidos como escorpiões amarelos – Divulgação Secretaria de Saúde de Itajaí/ND

Em 2019 foram realizadas 53 vistorias na praia Brava, sendo coletados 144 escorpiões. No mesmo período do ano passado, foram feitas 58 coletas e encontrados 316 animais no local. Os escorpiões presentes na orla da praia são da espécie Tityus serrulatus, conhecidos como escorpiões amarelos. Nenhum acidente foi registrado no local até o momento.

“Tivemos uma queda significativa no número de escorpiões e podemos atribuir este declínio às obras realizadas no gabião”, explica a médica veterinária da Vigilância Epidemiológica, Ana Paula dos Santos Codagnoni.

Neste ano, a equipe também ampliou a área de coleta dos escorpiões até próximo a saída da avenida Carlos Drummond de Andrade. O gerente do Núcleo de Controle de Zoonoses de Itajaí, Lúcio Vieira, afirma que, além da ampliação, o Município está reforçando a equipe de busca com mais quatro servidores para atuação noturna.

“O objetivo é atingir mais áreas com presença de escorpiões e intensificar o trabalho de monitoramento”, ressalta Vieira.

Alguns cuidados contribuem para evitar proliferação

Além da Praia Brava, existem outros pontos da cidade com a presença dos animais. A Secretaria de Saúde recomenda que a população evite o acúmulo de lixo, entulhos ou madeira, pois isso pode contribuir para proliferação do escorpião, já que ele encontra alimento nestes locais, como baratas e pequenos insetos. Também orienta a verificar o local onde está estendendo a toalha na praia, sacudir as toalhas antes de guardá-las e procurar não ficar próximo aos locais com entulhos.

Caso aviste algum escorpião na praia ou em outro ponto da cidade, entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelos telefones (47) 3249-5572 ou 3249-5571, para que uma equipe vá ao local verificar a situação. Nos casos de acidentes, a orientação é procurar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou os hospitais da cidade o mais rápido possível.

Mais conteúdo sobre

Saúde