Abraham Weintraub é exonerado do MEC e viaja para os Estados Unidos

Atualizado

Abraham Weintraub foi exonerado do cargo de chefe do Ministério da Educação. O ato foi publicado no Diário Oficial da União, em edição extra, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. O decreto, deste sábado (20), diz apenas que o ministro foi exonerado “a pedido” nesta data.

Decreto, publicado neste sábado (20), diz apenas que o ministro foi exonerado “a pedido” – Foto: Agência Brasil/Divulgação/ND

Antes de ser exonerado, Weintraub desembarcou nos EUA. A saída do ministro já havia sido anunciada em vídeo pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (18) após polêmicas com o STF, mas a exoneração só foi publicada no Diário Oficial neste sábado.

Entre quinta e este sábado, o agora ex-ministro disse que iria para os Estados Unidos e na manhã deste sábado a informação foi confirmada pelo seu irmão, por meio de uma publicação em seu perfil no Twitter, e posteriormente pelo Ministério da Educação.

Weintraub foi indicado para assumir a cadeira do Brasil na direção do Banco Mundial. A indicação precisa ser aprovada pelos países do grupo liderado pelo Brasil. O salário da vaga é de R$ 115 mil mensais.

Mais conteúdo sobre

Política