Acaert promove encontro de Onyx Lorenzoni com bancada catarinense

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participou nesta quarta-feira (15), em Brasília, de café da manhã com a bancada de Santa Catarina no Congresso Nacional. O evento foi promovido pela Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão). Para deputados e senadores catarinenses, Onyx afirmou que a reforma da Previdência deve ser aprovada até julho.

Onyx Lorenzon, participou de evento com a bancada de Santa Catarina no Congresso – Acaert/Divulgação

“É muito importante o Brasil entrar o segundo semestre com essa etapa superada, porque nós temos 13 milhões de brasileiros buscando emprego”.

Segundo o ministro, “a tarefa do governo vem sendo, coerentemente, de simplificar, desburocratizar. O que falta ao pais é previsibilidade. Para isso, o equilíbrio fiscal, que se obtém com a Reforma da Previdência, garante ao investidor externo e interno que o dinheiro está seguro. Que ele vai trabalhar. E depois de 5, 5 10 anos, o recurso retorna.”

O ministro da Casa Civil também falou sobre a possibilidade da Eletrosul ser incorporada pela empresa gaúcha CGTEE (Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica), com transferência da sede para o Rio Grande do Sul.

“Há pontos de vista diferentes quanto à incorporação. Na próxima semana, vou ajustar uma data para que a bancada catarinense converse com o presidente Bolsonaro e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Tenho a certeza que vamos construir um entendimento. A Eletrosul sempre teve uma presença importante em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Não vejo razão para gente não continuar trabalhando em parceria.”

Participaram do café da manhã os senadores Esperidião Amin e Jorginho Melo (Dário Berger está em licença médica), e os deputados Rogério Mendonça Peninha, Gilson Marques, Darci de Mattos, Coronel Armando, Celso Maldaner, Carmen Zanotto, Ângela Amin, Giovânia de Sá, Carlos Chiodini, Daniel Freitas, Ricardo Guidi e Hélio Costa. O deputado Rodrigo Coelho enviou representante.

O presidente da Acaert, Marcello Corrêa Petrelli, explicou que o foco da entidade também é contribuir para o desenvolvimento social e econômico de Santa Catarina.

“E neste momento em que o Brasil passa por uma necessidade de realinhamento, a reforma da Previdência é uma questão essencial. Neste sentido, entendemos que a Acaert, por meio de audiência de suas associadas, assume o papel de levar a informação à sociedade”, disse.

“Acreditamos que este momento de unidade por Santa Catarina é fundamental para que nos credencie a outras questões, como a luta pela permanência da Eletrosul no estado e a reformulação do Pacto Federativo”, acrescentou.

Política