Adolescente é apreendido como suspeito de matar DJ em Camboriú

Atualizado

De acordo com a Polícia Militar, o acesso ao local onde foi encontrado o corpo de Paulo Giovani Teixeira Gonçalves, foi indicado pelo autor do crime, um adolescente de 16 anos.

Na manhã desta segunda-feira (27), os policiais atenderam a uma ocorrência quando reconheceram o suspeito, devido as características semelhantes à denúncia.

Ao ser questionado, o adolescente demonstrou nervosismo e admitiu ter roubado o veículo e assassinado Paulo com uma pedrada no rosto.

Logo após, ele conduziu os policiais até o lugar onde deixou o corpo da vítima.

Local onde foi encontrado o corpo de Paulo Gonçalves – Foto: Reprodução/ Polícia Militar

Assim sendo, o jovem de 16 anos foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia.

Relembre a história

De acordo com familiares, Paulo morava em Porto Belo, é DJ e motorista de Uber. Na quinta-feira (23), após ver que o movimento no aplicativo estava fraco, ele teria convidado um amigo para ir a uma balada, em Camboriú.

Já na madrugada de sexta-feira (24), ao sair da festa com o amigo, um estranho teria pedido carona para Paulo.

Leia também

“Segundo esse amigo, o Paulo, então, o teria deixado em casa e falou que ia levar esse cara desconhecido até a casa dele, e depois iria para casa”, conta Lauren Teixeira Gonçalves, irmã de Paulo.

Ainda segundo Lauren, por volta das 7h da manhã, Paulo teria enviado uma mensagem para a mãe dizendo que dormiria na casa de um amigo. Desde então, o DJ não deu mais notícias.

O local demarcado mostra o ponto exato onde foi encontrado o corpo do DJ – Foto: Divulgação/ND

Na tarde de sexta-feira (24), o carro de Paulo foi encontrado em uma rua, no centro de Camboriú. De acordo com testemunhas, um homem e uma mulher teriam parado o veículo e descido no local por volta das 10h de sexta-feira.

Mais conteúdo sobre

Polícia