Agência reguladora cobra da Casan plano emergencial para a Grande Florianópolis

Empresa deve entregar relatório esta semana; engenheiros divulgarão mais informações nesta terça-feira (13) em coletiva de imprensa na Capital

Após cerca de um mês de desabastecimento de água causado pela estiagem, problema que atinge moradores de áreas mais altas da Grande Florianópolis, a Aresc (Agência de Regulação de Serviços Públicos em Santa Catarina) cobrou da Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) um plano emergencial de abastecimento para a região. A agência é responsável por fiscalizar e orientar a prestação de serviços concedidos e chegou a visitar a captação no Rio Pilões/ Vargem do Braço para verificar a situação.

Moradores de áreas mais altas e distantes da rede de distribuição são os mais afetados pela intermitência no abastecimento de água na Grande Florianópolis – Marcello Casal Jr./Ag. Brasil/ND

O relatório teria sido solicitado no começo da semana passada, com prazo de entrega na sexta-feira (9), mas segundo a Casan, o levantamento será feito nesta semana. A empresa afirma que tem um plano de contingência com ações realizadas diariamente para manter o abastecimento.

Conforme a Casan, o volume de água disponível para distribuição tem sido de 15% a 18% menor do que o habitual na Região Metropolitana, por conta da estiagem e a distribuição com caminhão-pipa ocorre prioritariamente para hospitais, postos de saúde, creches, escolas e presídios.

Leia também:

Desabastecimento é pontual, diz Casan

A empresa também alega que, apesar da gravíssima situação dos rios – cujo nível está 50% abaixo do normal de chuvas – ninguém fica mais de 24 horas sem receber água e que o número de pessoas afetadas não chega a 10% dos moradores da Região Metropolitana.

A falta de água atinge principalmente moradores das regiões mais altas e mais distantes da estação de tratamento. Alguns condomínios da Capital recorreram a caminhões-pipa para contornar o problema e moradores de parte da ilha e outras cidades da região reclamam da falta de informações e de impactos na qualidade de vida.

Nesta terça (13) pela manhã, engenheiros da Casan participarão de uma coletiva de imprensa para divulgar informações sobre a operação dos sistemas de abastecimento de água da Região Metropolitana durante o período de estiagem. O encontro será na sede da empresa, no Centro de Florianópolis, às 9h30min.

+

Notícias