Ajuda a conta gotas!

Já perdi as contas da vinda de políticos à região para dizer que tem investimento para aplicar na prevenção de cheias. Não esqueço das promessas feitas no Jornal do Meio Dia em 2008 quando aconteceu aquela enchente.
Na época quem os ciceroneou foi o governador Luiz Henrique da Silveira, em 2011, Leonel Pavan, agora foi Raimundo Colombo com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvati, o secretário nacional da Defesa Civil, Humberto de Azevedo Viana Filho e o secretário estadual da Defesa Civil, Milton Hobus. Em 2008, muitos desses estiveram juntos no Jornal do Meio Dia e também sobrevoaram as regiões mais atingidas. Um “remake” com os mesmos artistas, tema, roteiro e projeto.
Nesta visita, Ideli e Bezerra garantiram que a presidente Dilma está disposta a ajudar e até visitar Santa Catarina em função dos problemas causados por enchentes, e que vai depender do relatório do estado que ainda será elaborado e encaminhado ao governo federal.
O discurso acima parece cópia ao de 2008, só que em vez de Dilma, Lula. Será que ainda precisamos de relatórios para mostrar que a região necessita de cuidados dos governantes para resolver problemas de enchentes?
Os projetos já existem e, certamente, estão lá em algum lugar de Brasília.
O ministro disse que para Santa Catarina são cerca de R$ 280 milhões por meio do PAC Prevenção e Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais.
Segundo Bezerra, R$ 60 milhões já foram liberados só para os trabalhos de projetos relacionados à prevenção de desastres.
Haja verba para pagar projetos!
São projetos e mais projetos que conheço desde as enchentes de 1983/84, mas até quando vamos ter que continuar com os prejuízos e ver políticos sobrevoando a região fazendo “turismo desastre” e dizendo que precisam de projetos?
Tenho dito!