Ajudando a construir a cidadania

Lio Marcos Marin

Procurador de Justiça

midia@mpsc.mp.br

Divulgação/ND

Como integrante do Ministério Público fico muito otimista e esperançoso com o futuro da nossa nação. Na condição de Chefe da instituição Catarinense, que tive a oportunidade de desempenhar, deflagramos e acompanhamos processos jurídicos e administrativos que contribuíram para afastar e punir maus gestores, protegendo, assim, o erário.

Também auxiliamos os demais poderes e órgãos públicos, assim como a sociedade civil organizada, na busca de soluções para diversos problemas que afligem a nossa sofrida população. Priorizamos o diálogo e a solução consensuada, mas não dispensamos a via judicial para defesa da sociedade. Quando judicializamos, o fizemos com responsabilidade e respeito às instituições e pessoas.Prova disso é o recente resultado divulgado pela Fundação Getúlio Vargas/RJ sobre o desempenho do Ministério Público em suas causas junto ao STF, concluindo que este raramente reverte decisões das ações propostas pelo MP.

Para nós catarinenses o resultado é ainda mais animador: “A pesquisa mostra um Ministério Público mais atuante, com taxas de sucesso superiores à da média das outras partes. O campeão é o MP de Santa Catarina. Ganha em 38% dos casos e perde apenas em 1,8%. (Essas percentagens não somam 100% porque se referem a universos diferentes)”, diz a pesquisa.

Sabemos que essa atuação implacável gera reações por parte daqueles que são atingidos pelo trabalho do Ministério Público. Diversas foram as tentativas de desacreditar e apequenar a instituição, com frequentes ataques contra seus membros. Porém, muito maior tem sido o apoio e a colaboração da sociedade para a instituição, exemplo disso foram as manifestações em favor da manutenção do poder investigatório do Ministério Público, que fizeram com que o Congresso nacional recuasse na tentativa de limitar a atuação da instituição.

Enfim, estamos trabalhando para retribuir a confiança do povo brasileiro. Todas estas conquistas e acontecimentos dos últimos tempos não serão motivos para nos acomodarmos ou buscarmos confortos pessoais. Tudo isso tem nos estimulado no constante trabalho de aprimoramento e fortalecimento institucional, para que continuemos sendo importante segmento na construção de uma cidadania plena.

Loading...