Alckmin diz que sua propaganda controversa foi alerta contra a violência

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Candidato do PSDB à Presidência, o ex-governador Geraldo Alckmin afirmou na noite deste domingo (9) que a controversa propaganda em que criticava os métodos do adversário Jair Bolsonaro foi um alerta para o risco de violência na corrida eleitoral.

Ao comentar a propaganda veiculará por sua campanha —na qual uma bala atingia alimentos até chegar à cabeça de uma criança— Alckmin justificou:

“Nós alertamos. O caminho não é pela bala”, disse Alckmin, acrescentando que no “olho por olho, a gente acaba cega”.

Já a candidata da Rede, Marina Silva, afirmou que, quando se cultiva o ódio, ele acaba de concretizando.

Sem falar diretamente das propostas de Bolsonaro, Marina afirmou: “Deus o livre que aquela pessoa tivesse uma arma na mão”.

Mais conteúdo sobre

Eleições 2018

Alckmin diz que sua propaganda controversa foi alerta contra a violência

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Candidato do PSDB à Presidência, o ex-governador Geraldo Alckmin afirmou na noite deste domingo (9) que a controversa propaganda em que criticava os métodos do adversário Jair Bolsonaro foi um alerta para o risco de violência na corrida eleitoral.

Ao comentar a propaganda veiculará por sua campanha —na qual uma bala atingia alimentos até chegar à cabeça de uma criança— Alckmin justificou:

“Nós alertamos. O caminho não é pela bala”, disse Alckmin, acrescentando que no “olho por olho, a gente acaba cega”.

Já a candidata da Rede, Marina Silva, afirmou que, quando se cultiva o ódio, ele acaba de concretizando.

Sem falar diretamente das propostas de Bolsonaro, Marina afirmou: “Deus o livre que aquela pessoa tivesse uma arma na mão”.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado