André Matos, das bandas Angra e Shaman, morre aos 47 anos

Atualizado

André Matos, ex-vocalista do Angra e atual membro do Shaman, morreu na tarde deste sábado (8), aos 47 anos. A informação foi confirmada inicialmente pelo baterista do grupo, Ricardo Confessori, no Instagram.

Causa da morte de André Matos ainda não foi divulgada – Reprodução/AgNews

Em seguida, o próprio Shaman publicou nota de pesar no Facebook. “O destino nos uniu, nos separou, nos reuniu e agora pregou mais essa com a gente. É com profunda dor em nossos corações que nos despedimos do André mais uma vez, desta vez de forma definitiva. Além da ferida que jamais cicatrizará, e mesmo sabendo que passamos momentos gloriosos juntos ao nosso companheiro e amigo, restará para sempre o melhor dele em nossos corações”, diz a nota assinada pelos músicos Hugo Mariutti, Luís Mariutti, Ricardo Confessori, Fábio Ribeiro e Rick Dallal. A causa da morte, no entanto, não foi confirmada.

André Matos começou a carreira nos anos 80 cantando na banda Viper, com quem gravou 6 discos. Em seguida, ele fundou o Angra com os amigos Rafael Bittencourt e André Linhares.

Nos anos 90, a banda de power metal atingiu o sucesso em nível mundial, realizando apresentações na Europa, Japão e Estados Unidos por conta do reconhecimento de discos como Angels CryHoly Land e Fireworks.

Em 2000, após desentendimentos, o músico deixou o Angra e formou o Shaaman (naquele momento com essa grafia) ao lado do baixista Luis Mariutti e do baterista Ricardo Confessori, que o acompanharam ao sair da banda.

Com essa formação, o Shaaman durou até 2006, e, a partir de 2007, o vocalista seguiu em carreira solo.

No ano passado, André voltou a tocar com os antigos parceiros numa reunião do Shaman (já com um “a” a menos) que rodou o Brasil desde então.

A última apresentação do músico foi no domingo (2), ao participar de uma apresentação do Avantasia, no Espaço das Américas, em São Paulo. André deixa um filho.

*Com informações do portal R7

Geral