Três pessoas são baleadas em plena luz do dia nos Ingleses, em Florianópolis

Atualizado

Três pessoas foram baleadas na tarde desta sexta-feira (19) no bairro Ingleses, no Norte da Ilha. Uma das vítimas é um policial civil aposentado, que ficou ferido com mais gravidade, e as outras são um homem, genro do ex-agente, e uma mulher. O autor dos disparos foi um policial militar à paisana.

Tiroteio deixou feridos na SC-403, nos Ingleses – Divulgação/ND

O tiroteio ocorreu por volta das 14h30 na rodovia Armando Calil Bulos, a movimentada SC-403, em frente ao Mercado Bonotto, antigo Palaoro.

O helicóptero Arcanjo, com equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), foi acionado para atender a ocorrência.

O policial civil, identificado como Natalício José de Souza, com 33 anos de polícia, foi estabilizado e encaminhado pela aeronave ao Hospital Governador Celso Ramos, no Centro. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele sofreu perfurações no abdômen, tórax e ombro, e passará por cirurgia.

As outras vítimas, um homem e uma mulher, foram levadas por ambulâncias à mesma unidade de saúde. Os dois tiveram ferimentos nas pernas. O homem, Gustavo Miguel Palaoro, é genro de Natalício. A mulher não havia sido identificada até a atualização desta matéria.

Tiroteio teria ocorrido por dívidas – Flávio Tin/ND

Desacordo comercial e mal entendido geraram tiroteio

O tiroteio teve origem após um desacordo comercial e um mal entendido, envolvendo a posse do mercado Bonotto, antigo mercado Palaoro.

Natalício e Gustavo haviam vendido o comércio para uma pessoa de nome Rodrigo, que teria fugido para Veranópolis, no Rio Grande do Sul, e repassado o comércio para credores.

Desde o mês de setembro de 2018, a família Palaoro tentava receber o dinheiro referente à venda, para pagar antigos credores e funcionários. O mercado estava fechado desde quarta-feira (17).

Ao meio-dia, Natalício e Gustavo receberam a informação de que os credores de Rodrigo teriam arrombado as portas do estabelecimento para retirar as mercadorias. Eles foram até o local e, ao chegar em frente ao estabelecimento, Natalício teria dado voz de prisão para os credores.

Porém, em função do arrombamento, a dona do imóvel também havia sido chamada e foi até o local acompanhada do sobrinho, que é policial militar, e efetuou os disparos contra Natalício, Gustavo e uma mulher, que seria irmã de Rodrigo.

Ainda segundo informações repassadas por Gustavo Palaoro, após ser baleado, Natalício foi desarmado pelo policial militar.

O caso está sendo investigado pela 8° Delegacia de Polícia Civil. O IGP (Instituto Geral de Perícias) esteve no local para fazer o levantamento pericial.

O policial militar acusado de efetuar os disparos permaneceu no interior de um veículo da PM.

Ao menos três pessoas ficaram feridas no tiroteio – Flávio Tin/ND

Bairro teve dois homicídios e um baleado um dia antes

Essa quinta-feira (18) já havia sido marcada pela violência no bairro Ingleses. No início da manhã, um jovem de 25 anos foi encontrado morto com um tiro no abdômen, na rua Graciliano Manoel Gomes.

Mais tarde, na mesma rua, um homem que assaltava um mercado foi baleado. Ainda na mesma via, um jovem de 19 anos foi morto por policiais enquanto brincava com uma arma de pressão no quintal de casa.

Leia também:

Polícia