Após assassinatos, motoristas de aplicativo fazem protesto por mais segurança, em São José

Um protesto reuniu motoristas de aplicativo em São José na manhã deste sábado (12). A manifestação foi marcada para as 8h, na avenida Beira-Mar, e foi motivada pelos casos de violência contra os profissionais e pela falta de critérios no processo de aprovação de usuários. O protesto foi organizado pelo grupo de motoristas Caveiras SC e, segundo um de seus coordenadores, Leonardo dos Santos Araújo, serviu como homenagem a motoristas assassinados no Brasil recentemente.

Motoristas de aplicativo realizaram ato em São José na manhã deste sábado - Leonardo dos Santos Araújo/Divulgação/ND
Motoristas de aplicativo realizaram ato em São José na manhã deste sábado – Leonardo dos Santos Araújo/Divulgação/ND

De acordo com Araújo, 220 pessoas compareceram à manifestação, que mobilizou cerca de 170 veículos. “Levamos balões brancos como forma de protesto, para pedir paz, e balões pretos, pelo luto aos motoristas que morreram nos últimos 15 dias”, afirmou.

O coordenador do grupo Caveiras SC citou quatro mortes recentes que sensibilizaram os profissionais, incluindo casos no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Entre eles estão os motoristas Paulo Júnior da Costa, 22 anos, e Kátia Bastos, 47 anos. Os manifestantes fizeram um círculo e uma oração em homenagem às vítimas, e, próximo ao fim da manhã, montaram um mosaico humano com a palavra “paz”.

“O mais alarmante é saber que, na hora de se cadastrar na plataforma, se você tem algo na sua ficha, não é aceito. Mas o passageiro, mesmo que tenha passagens por tráfico de drogas ou homicídio, consegue fazer o cadastro”, garante Araújo. O grupo Caveiras SC, que foi apoiado no protesto pelos grupos de mulheres motoristas de aplicativo Penénopes e Noturnas, cobra mais rigorosidade por parte das empresas. Ele cita ainda o medo de retalhação aos profissionais que questionam a regulamentação atual. “Também não vemos nenhuma vontade do poder público de sentar com as lideranças de motoristas de aplicativo para conversar e falta vontade da prefeitura para apoiar projetos”, comentou.

Mais conteúdo sobre

Região

Nenhum conteúdo encontrado