Após denúncia de maus-tratos, cães são resgatados em São José

Atualizado

A Dibea (Diretoria do Bem-Estar Animal) de São José resgatou na tarde de quinta-feira (22) três cães vítimas de maus-tratos. Com o apoio da Guarda Municipal local, os técnicos da Dibea foram até uma casa no bairro Serraria e constataram que os animais eram utilizados para a reprodução de filhotes.

A denúncia chegou à diretoria por meio da Ouvidoria da Prefeitura e de protetores de animais de São José. Guardas municipais acompanharam a operação porque, geralmente, há enfrentamento por parte dos tutores dos bichinhos.

Cão resgatado estava com pata quebrada – Divulgação/ND

Entre os cães havia um em pior situação. Estava com o maxilar e uma das patas quebradas. Esse mesmo cachorrinho da raça Pinscher estava preso a uma corrente muito maior e pesada do que ele.

Os tutores dos cães são idosos e mantinham dentro da casa duas cadelas. Os machos ficavam no pátio. Devido à reação que o casal teve e o apego que demostrou com as cadelas, a Dibea levou os machos e deixou as fêmeas.

Para que os tutores continuem com as cadelas, foi combinado que elas serão castradas. O procedimento cirúrgico será feito pela Dibea.

Os cães resgatados foram encaminhados para atendimento veterinário e depois ficarão com protetores.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal de São José, Marcelo Luiz de Souza, os tutores dos cães responderão por maus-tratos.

Denúncias de maus-tratos a animais em São José podem ser feitas pelo 0800 645 9889.

Geral