Após denúncia, festa termina em troca de tiros e jovem morto em Florianópolis

Uma denúncia envolvendo uma festa no bairro Monte Verde, em Florianópolis, levou policiais militares à localidade do Morro do Caju, na noite desse domingo (6), e terminou com a morte de um jovem de 21 anos. A Polícia Militar afirma que foi recebida a tiros ao atender ao chamado e que a vítima, identificada como João Augusto Anhaia, estava entre os suspeitos de atirar.

Conhecido como Seco, Anhaia era natural de Curitibanos e estava foragido do presídio de Canhanduba, em Itajaí. Ele tinha mandados de prisão por roubos na Capital e, segundo a PM, portava uma pistola Glock G17 9mm. Além disso, de acordo com a PM, Seco também estava organizando ataques contra policiais militares no Morro do Caju. O Corpo de Bombeiros foi acionado após a vítima ser encontrada ferida no chão, mas o óbito foi constatado no local pela equipe médica.

Ao chegarem na festa em questão, na servidão Pedra de Listra, por volta das 22h, os agentes afirmaram que encontraram diversos suspeitos portando armas longas. Foi montada uma operação para coibir a ação criminosa, mas, quando os policiais adentraram o local, o grupo de homens fugiu em direção à mata. Após buscas pela área, as guarnições retornaram ao local da festa e foram recebidas com disparos de arma de fogo, o que deu origem ao tiroteio, conforme a PM.

O IGP (Instituto Geral de Perícias) e a Delegacia de Homicídios da Capital estiveram no local.

Com este caso, sobe para três o número de homicídios registrados em Florianópolis neste ano, todos durante intervenções da Polícia Militar.

Polícia