Após tragédia, governo chileno alerta para más condições do ar na Grande Santiago

Atualizado

O governo chileno emitiu um alerta nesta sexta-feira (24) para as más condições do ar na região da Grande Santiago. O comunicado ocorre na semana em que seis brasileiros morreram na capital do país, nessa quarta-feira (22), dentro de um apartamento no Centro. A suspeita da morte é de inalação de monóxido de carbono.

A medida do governo implica em uma série de restrições, entre elas a circulação de veículos e também o uso de aquecedores e calefação a lenha. Quem não cumprir as orientações pode receber multas significativas.

Alerta para a qualidade do ar na Grande Santiago – Jornal La Nacion/Karin Pozo/Atonchile/Divulgação

Segundo Carolina Castro, enviada especial da RICTV a Santiago, o tempo é muito seco na região metropolitana, com predomínio de um sistema de alta pressão. Esse sistema faz com que o ar “desça”, carregando a poluição junto e dificultando a dissipação.

Além disso, há também a questão geográfica, em que a Cordilheira dos Andes também funciona como uma barreira e evita a dissipação da poluição.

Confira na animação abaixo como funciona a concentração de poluição na região.

Mais conteúdo sobre

Geral