Autismo é debatido na tribuna da Câmara de Vereadores de Blumenau

Políticas mais desenvolvidas de diagnóstico correto e tratamento são lembradas nesta quarta-feira, Dia Mundial do Autismo

Nesta quarta-feira (2) é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Os números desse transtorno na população chamam a atenção para políticas mais desenvolvidas de diagnóstico correto e tratamento. Para mostrar a importância do assunto, a Câmara de Vereadores de Blumenau levou o assunto até a tribuna nessa terça-feira (1).

O autismo é um transtorno biológico no cérebro que afeta o desenvolvimento da comunicação, socialização e comportamento. Estima-se que no Brasil existam cerca de 2 milhões de autistas e 70 milhões ao redor do mundo, número 6 vezes maior que os casos de Síndrome de Down.

Conforme a presidente da Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Blumenau, Juliane Santa Maria, que esteve nessa terça-feira na tribuna da Câmara, é preciso conhecer o autismo para que as pessoas possam respeitar os autistas.  

Para o psicopedagogo, autor de dois livros sobre o assunto, Miguel Antônio Higuera Cancino, ainda não é possível confirmar que os casos de autismo aumentaram. Miguel, além de especialista no assunto tem um filho de 12 anos que é autista, e também artista. Ele sabe bem que o envolvimento entre pais e filhos pode fazer a diferença.

Repodução/ ND Vale

O tratamento depende de terapias comportamentais e estimulação de linguagem

O que se sabe é que o diagnóstico correto para esse transtorno depende de uma equipe multidisciplinar: médicos, psicólogos, fonoaudiólogos e que ele pode variar entre níveis leves até severos. O autismo não tem cura, mas o tratamento depende de terapias comportamentais e estimulação de linguagem, psicomotora.

Alguns casos exigem medicamentos, assim como dietas complementares. O acompanhamento constante da família e profissionais é fundamental para a evolução do paciente. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...