Avalanche soterra mais de 100 soldados no Paquistão

Uma avalanche soterrou no sábado um acampamento militar paquistanês perto da geleira de Siachen, na fronteira com a Índia, prendendo mais de 100 soldados, informou o Exército.

Vários canais de televisão paquistaneses informaram que cerca de 150 soldados inicialmente ficaram soterrados. “Às 6 da manhã a avalanche atingiu uma sede (militar). Cerca de 100 soldados e militares estão presos”, disse à Reuters o porta-voz militar major-general Athar Abbas.

Uma equipe de resgate de helicóptero está a procura dos soldados com a ajuda de cães farejadores. Horas depois de ocorrida a avalanche de neve, ainda não está clara a situação das pessoas presas no local. Aparentemente, não há sobreviventes.

Siachen está localizado no norte da Caxemira, de maioria muçulmana. O território está no centro de uma amarga disputa entre a Índia e o Paquistão e foi objeto de duas de suas três guerras desde a independência da Grã-Bretanha, em 1947.

Forças indianas e paquistanesas, que juntas respondem por cerca de 10 mil a 20 mil soldados, se enfrentam nas montanhas acima da geleira Siachen na Cordilheira Karakoram desde 1984.

Ambos os países estão levando a cabo um processo de paz provisório e é esperado que o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, se reúna no domingo com o primeiro-ministro Manmohan Singh, na primeira visita à Índia de um chefe de Estado paquistanês desde 2005.

Siachen, em território isolado, está localizado 6 mil metros acima do nível do mar. Especialistas militares dizem que o clima inóspito e terreno propenso a avalanches têm provocado mais mortes do que as armas.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias