Bancos permitem congelar parcelas de financiamentos por até 60 dias; saiba como

Atualizado

Os bancos nacionais estão aderindo à determinação do CMN (Conselho Monetário Nacional) que permite às pessoas físicas e jurídicas suspenderem o pagamento de prestações de financiamento por 60 dias. Instituições como Caixa, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander estão oferecendo esse congelamento.

Caixa e outros bancos congelam por 2 meses o pagamento do financiamento de imóveis, mas consulte condições antes de contratar – Foto: Kelsen Fernandes/Fotos Públicas/ND

A oferta está disponível de 16 de março até 16 de maio de 2020 e, se contratada, a pessoa ou empresa terá dois meses de fôlego em suas parcelas. Isso quer dizer que durante esse período ela não pagará a prestação, ela será “jogada para frente”.

Leia também

Com isso, há maior garantia de que nesse período de pandemia do coronavírus e turbulência econômica, as pessoas tenham condições de pagar contas básicas, como água, luz, telefone e supermercado.

Entretanto, cada banco tem as suas regras. A Caixa, por exemplo, é a única instituição financeira – entre as citadas acima – que permite que o adiamento seja feito mesmo com parcelas em atraso.

Veja como proceder

Caixa

Os pedidos para financiamentos habitacionais e Crédito Imóvel Próprio (Home Equity) podem ser feitos sem sair de casa,  por meio do aplicativo Habitação Caixa ou dos telefones 3004-1105 (capitais) e 0800 726 0505 (demais cidades), opção 7, onde encontrarão ainda alternativas para renegociação de financiamento habitacional.

O banco mantém 1.619 agências com horário de abertura local antecipado em uma hora para atendimento de clientes de grupo de risco. A lista dessas unidades pode ser consultada aquiJá os contratos habitacionais com pessoas jurídicas devem ser solicitados diretamente com o gerente para formalizar a solicitação.

Banco do Brasil

Está oferecendo condições especiais em produtos como Crédito Salário, Crédito Automático e Consignado, com carências que vão de 60 a 180 dias para pagar a primeira parcela e ‘pula parcela’ para até dois meses.

As renovações de operações já contratadas poderão ter os mesmos prazos e possibilidade de adiamento de prestação. Para mais informações, a dica é utilizar os canais digitais do banco: App BB e autoatendimento pela internet.

Itaú

A medida vale para clientes que possuem empréstimo pessoal, crédito imobiliário, crédito com garantia de imóveis e financiamento de veículos e estão em dia com suas parcelas. A pessoa poderá solicitar o reparcelamento dos contratos, pagando a próxima parcela em 60 dias. 

No caso do Crédito Imobiliário e Crédito com Garantia de Imóvel haverá carência integral no pagamento das duas próximas parcelas. Elas serão incorporadas ao saldo devedor e a data final do contrato segue inalterada, fazendo com que o valor das próximas parcelas aumente.

Para solicitar, é preciso ligar para a Central de Atendimento Crédito Imobiliário Itaú de segunda a sexta das 8h às 21h, nos telefones 4004-7051 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0300-789-7051.

Santander

O Santander tem um hotsite orientando sobre como solicitar a prorrogação do vencimento de dívidas. O pagamento do financiamento habitacional poderá ser prorrogado por 60 dias, pagando apenas os seguros obrigatórios e, se for o caso, a tarifa de serviços administrativos (TSA). Os juros serão acrescidos ao saldo devedor e as parcelas serão ajustadas. A taxa de juros do contrato será mantida e não haverá cobrança de multa. Para solicitar acesse o site

Bradesco

O Bradesco permite prorrogar por 60 dias as dívidas de operações em dia e utilizadas. Os clientes podem solicitar a prorrogação, preferencialmente, pelos canais digitais ou direto com o gerente da conta.

Mais conteúdo sobre

Economia