BluMob não aceita proposta de acordo e impasse do transporte coletivo continua em Blumenau

Atualizado

Na tarde dessa segunda-feira (2) foi realizada uma reunião entre os trabalhadores do Sindetranscol (Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau, Gaspar e Pomerode) no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), em Florianópolis.

Trabalhadores decidiram pela continuidade da campanha salarial e há possibilidade de protestos e paralisações – Foto: Sindetranscol/Divulgação

Os trabalhadores aceitaram a proposta do desembargador Roberto Guglielmetto, entretanto, a BluMob não.

A proposta previa o reajuste salarial de 2,55% e um reajuste no vale alimentação, no mesmo percentual.

Leia também:

Os trabalhadores também reivindicam a inclusão de mais uma cláusula garantindo o pagamento de PLR (Participação de Lucros e Resultados), nos moldes da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) dos trabalhadores do transporte coletivo de Florianópolis. Mas, aceitaram a proposta para encerrar o impasse ao menos momentaneamente.

A BluMob, no entanto, não aceitou a proposta de reajuste e ajuizou um pedido de dissídio econômico. A empresa também pediu uma multa aos trabalhadores que fizeram greve.

O Sindetranscol não concorda com o pedido de dissídio, pois afirma que este só pode ser ajuizado se houver greve. Os trabalhadores afirmam que não houve greve e sim, uma paralisação de três horas.

Agora, como não houve acordo, a ação segue tramitando na Justiça e será decidida por um colegiado de desembargadores. Mas, não há uma data definida para a decisão e pode ser que a solução fique para 2020, após o recesso judicial.

No momento o Sindetranscol também não programou novas mobilizações e paralisações, até porque existe uma liminar que determina uma multa diária de R$ 100 mil em caso de paralisações.

O impasse entre trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau e a BluMob segue e, por enquanto, não há qualquer acordo por um reajuste salarial dos trabalhadores.

A reportagem do ND tentou entrar com a BluMob mas, não obteve sucesso e retorno até esta publicação.

Mais conteúdo sobre

Infraestrutura