Bolsonaro diz querer argentinos no Brasil ‘como turistas, não como refugiados’

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que quer ver argentinos no Brasil “como turistas, não como refugiados” em fala a empresários no Congresso Aço Brasil, que reúne executivos do setor siderúrgico nesta quarta-feira (21).

“Podemos caminhar juntos na economia, mas na questão política jamais”, declarou o presidente – Alan Santos/PR/Divulgação/ND

Ao comentar o resultado das prévias da eleição presidencial na Argentina, Bolsonaro disse que antes não poderia tomar posição como se fosse um cabo eleitoral de Mauricio Macri. “Mas só o fato das primárias ter dado uma margem grande de vitória da chapa de Alberto Fernández e Cristina Kirchner, e como o mercado reagiu, isso pode ser revertido”, disse.

Leia também:

Bolsonaro pediu aos empresários que “colaborem” para que a “velha esquerda” não volte à presidência na Argentina. “Se o caminho for apoiar o Macri, vamos apoiar. O que não pode é voltar a esquerda”, comentou.

O presidente disse que Fernández chegou a afirmar que reveria o acordo do Mercosul, o que fez com que Paulo Guedes reagisse, ao afirmar que sairia do acordo caso Fernández “quisesse fechar a economia”.

“Mas aí ele voltou atrás”, disse Bolsonaro sobre Fernández. “Podemos caminhar juntos na economia, mas na questão política jamais. Mas se for desviar o foco de defender democracia e liberdade, vamos tomar medida política também”, comentou.

Mais conteúdo sobre

Política