Briga após jogo de futebol termina em pancadaria e professores agredidos, em Joinville

Atualizado

Um campeonato de futebol na segunda-feira (8) da semana passada terminou em agressão entre alunos da Escola de Ensino Médio Bailarina Liselott Trinks, no bairro Vila Nova, em Joinville, por volta das 18h30 da última terça-feira (9).

A principal suspeita é que os ataques tenham sido motivados por vingança, devido a uma derrota no campeonato. Segundo o pai de um dos alunos, dois estudantes e dois professores foram agredidos.

Escola onde a confusão aconteceu – RICTV Joinville / Reprodução ND

Leia também

De acordo com testemunhas, a confusão teria acontecido após um campeonato interclasse de futebol realizado na unidade, na segunda-feira da semana passada (8). No final, os alunos de uma das classes, composta por jogadores da base do JEC (Joinville Esporte Clube), ganharam a partida.

O jogo teria acontecido tranquilamente, sem maiores desentendimentos. Porém, na tarde seguinte, ao descer do ônibus para a escola, dois alunos do time vencedor foram abordados e agredidos com chutes, socos e pauladas por outros cinco integrantes do time perdedor.

Após a confusão, os agressores teriam entrado na escola e agredido outras pessoas, inclusive dois professores da unidade. Um dos pais informou a reportagem que um dos docentes chegou a ser atingido por pauladas com prego nas pontas. A outra professora teria sido agredida apenas superficialmente, pois praticava artes marciais e conseguiu desarmar um dos alunos.

Segundo a Polícia Militar, depois da briga, os suspeitos fugiram em um carro.

Vítimas estão com medo de retornar para escola

De acordo com o pai de uma das vítimas, o filho chegou a desmaiar enquanto era atingido pelas agressões. Ele alega que o adolescente, assim como os outros colegas, estão com medo de retornar para a escola.

Uma das mães conta que o filho não foi agredido porque chegou atrasado no local. Segundo os colegas, ele era um dos alvos do agressores.

Os pais informaram que tiveram uma reunião com a diretora da escola, e que a instituição expulsou um dos agressores. Alguns dos agredidos chegaram a receber férias adiantadas, para evitar mais agressão.

Escola registrou Boletim de Ocorrência

Escola de Ensino Médio Bailarina Liselott Trinks, no bairro Vila Nova – RICTV Joinville / Reprodução ND

De acordo com a escola onde a confusão aconteceu, foi feito um boletim de ocorrência e dois dos agressores são ex-alunos. Além disso, foi solicitada uma medida protetiva para que eles não aproximem do local.

Ainda segundo a unidade educacional, foi pedido para a Secretaria de Educação mais segurança. A família do aluno, suposto mandante das agressões, foi comunicada sobre o ocorrido e ele só pode entrar no local com a presença do pais, que até hoje não compareceram.

JEC diz que prestou apoio aos atletas

Segundo o Joinville Esporte Clube, os alunos realmente treinam no clube, porém não residem no centro de treinamento. Ainda de acordo com a assessoria, o time já prestou auxílio aos atletas envolvidos na confusão.

A Delegacia de Proteção a Criança, ao Adolescente, a Mulher e ao Idoso de Joinville já foi notificada e agora vai investigar o caso.

*Com informações RICTV Joinville

Mais conteúdo sobre

Polícia