Brinquedos passam por inspeção do Procon e Imetro em Florianópolis

Atualizado

O Procon da Prefeitura de Florianópolis em parceria com o Imetro de Santa Catarina, realizou nesta quinta-feira (10) a operação Brinquedo Legal. Segundo a administração municipal, o objetivo é fiscalizar os brinquedos que estão sendo comercializados na Capital.

Operação Brinquedo foi realizada em Florianópolis – Foto: PMF/Divulgação

Os fiscais verificaram se os brinquedos tem o selo do Imetro; faixa etária para uso; se as informações estão claras, precisas e objetivas; se elas não induzem o consumidor a erro, e se há propaganda enganosa na embalagem.

“Foi verificada a questão da qualidade do que está sendo comercializado”, completou a diretora do Procon de Florianópolis, Elisabete Fernandes.

A certificação de brinquedos é obrigatória no Brasil. Seja nacional, seja importado, o brinquedo para crianças de até 14 anos deve conter a Identificação da Conformidade.

“O objetivo do Imetro nesta operação foi conferir mais segurança nos artigos infantis e seus usuários”, destacou o presidente do Imetro de Santa Catarina, Rudinei Floriano.

Os brinquedos que não apresentaram estas características foram apreendidos, e as empresas notificadas. As multas podem variar de R$ 1 a R$ 10 milhões, conforme a legislação.

Segundo Fernandes, os estabelecimentos revistados apresentaram poucas irregularidades. Houve apenas uma apreensão de brinques tipo lego. “Estavam embalados em uma rede, e não tinham nenhuma informação sobre a procedência do produto”, afirma.

Os fiscais aprenderam 27 embalagens do brinquedo e o tiraram de comercialização.

Geral