Buscas a homem que se afogou em Balneário Barra do Sul continuam nesta terça

Os bombeiros voluntários de Araquari e Balneário Barra do Sul retomam as buscas por Lorisnei dos Santos, 36 anos, nessa terça (19) às 8h. Até o final da tarde eles percorrem os mesmos pontos entre o balneário e São Francisco do Sul por onde já passaram ontem e domingo para tentar localizar o homem que se afogou na tarde de sábado na Boca da Barra. Santos entrou na água para salvar a filha Sandy Lopes, de 14 anos, que estava se afogando. A menina se salvou, mas ele não foi mais localizado. Fazia 12 anos que pai e filha não se encontravam.

Carlos Junior/ND

Desde sábado equipes procuram pelo corpo da vítima

Mergulhadores, embarcações e cães farejadores participaram das buscas que começaram sábado e até agora não tiveram sucesso. De acordo com o comandante Cláudio Renato de Lima Penha, dos Bombeiros Voluntários de Araquari, o corpo pode boiar e ser localizado nessa terça, por isso é necessário voltar a todos os locais por onde as equipes já passaram. “Tem que refazer todos os pontos porque esse corpo vai boiar em algum lugar. Hoje (ontem) eu fiz mais de 100 quilômetros do canal da Boca da Barra até o Miranda, em São Francisco do Sul”, detalha.

Até quarta (20), quinto dia depois do desaparecimento, as corporações continuam o trabalho intenso na região. “Buscaremos por cinco dias, até amanhã, e esperamos encontrá-lo”, reforça Penha. Ellen Dorinha dos Santos, mãe de Santos, ainda espera pelo retorno do filho, com vida. “A esperança é a última que morre, enquanto não aparecer corpo ainda acredito que ele possa estar vivo”, comentou no final da tarde. Segundo bombeiros de Barra do Sul, há uma região perto do local do afogamento com nove metros de profundidade, que já foi explorada por mergulhadores ontem.

Balneário Barra do Sul tem 16 guarda-vidas

Nesse período de pré-temporada Balneário Barra do Sul conta com 16 guarda-vidas cedidos pelos Bombeiros Militares de São Francisco do Sul (dois em cada um dos sete postos fixos e dois nos postos avançados). No momento do afogamento de Lorisnei dos Santos, 36 anos, havia dois profissionais na Boca da Barra. “Quando o guarda vida entrou na água ele pegou a menina e um rapaz que estava tentando salvá-la e que dizia que não sabia nadar e que ia se afogar. Quando ele voltou para pegar o pai da menina ele já tinha afundado”, conta o sargento Alexandre Lopes de Souza. A partir de primeiro de dezembro o Balneário Barra do Sul terá 24 guarda-vidas nos sete postos fixos e nos dois avançados. “Ficam três por posto e mais três em sistema de revezamento no avançado ou nos cadeirões na beira do mar”, informa Souza.  

Geral