Caiado acha possível Estados e municípios entrarem na reforma ainda na Câmara

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), avaliou nesta quarta-feira (10), que, caso a aprovação do texto da reforma da Previdência na Câmara ocorra por ampla margem de votos, seria possível a inclusão, por meio de destaque, de Estados e municípios no projeto ainda na votação de hoje.

Plenário rejeita votação fatiada e inicia análise de mérito da reforma da Previdência – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/ND

Leia também

“Acho que, no momento em que tivermos na votação do texto principal, uma ampla vantagem, extrapolando 360 votos, há possibilidade de colocar um destaque incluindo Estados e municípios”, disse Caiado. Segundo ele, isso ocorreria “ainda na Câmara, ainda hoje (quarta), na primeira votação.”

O governo precisa de 308 votos para aprovar o texto da reforma em primeiro turno na Câmara. A previsão é de que, após a aprovação da proposta, sejam votados os destaques.

Questionado se havia recebido alguma sinalização de deputados no sentido de apresentação de destaques para incluir Estados e municípios na reforma, Caiado afirmou que a análise era fruto de sua experiência no Congresso. “É faro político”, disse.

Caiado está reunido nesta tarde de quarta-feira com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na sede do ministério. Na pauta, está a intenção do Estado de Goiás de entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). “O Supremo Tribunal Federal (STF) já concedeu liminar para que entrássemos no Regime de Recuperação Fiscal. A situação do Estado é extremamente delicada”, comentou Caiado na entrada do ministério. “Venho aqui discutir com ele (Guedes) a celeridade para apresentação dos documentos do Estado”, acrescentou.

Mais conteúdo sobre

Economia