Câmara fria quebrada compromete abastecimento de vacinas na Lagoa da Conceição

Atualizado

Um cartaz na entrada do posto de saúde do Centrinho da Lagoa da Conceição, no Leste da Ilha, diz: “estamos sem vacinas”. Quem levou seu filho para vacinar tanto no Centrinho quanto no Canto da Lagoa, nos últimos dias, precisou procurar outro posto da região.

Comunicado no posto do Centrinho – Arquivo Pessoal/ND

A reportagem esteve no local na manhã desta sexta-feira (3) e conversou com uma funcionária. A atendente explicou que o problema não está relacionado necessariamente com a falta de vacinas, mas com a câmara fria que armazena as doses. O equipamento estaria quebrado há pelo menos 15 dias.

A funcionária disse ainda que técnicos já estiveram na unidade para verificar o problema, mas que não havia prazo para solucioná-lo. Em princípio, a orientação é para que os moradores da Lagoa procurem outras unidades de saúde da região.

Apenas a campanha de vacinação da gripe prevista para este sábado (4) será mantida. É que as doses serão armazenadas em térmicas de isopor. A solução paliativa foi tomada para não prejudicar o dia D de vacinação que ocorre entre 8h e 17h em todas as unidades. O objetivo é imunizar todos os grupos prioritários.

A unidade do Canto da Lagoa também estaria comprometida porque depende da câmara fria do Centrinho. A campanha deste sábado, no entanto, está mantida nos dois postos.

Comunicado no posto do Canto da Lagoa – Arquivo Pessoal/ND

Procurado pela reportagem, o secretário municipal de saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, não confirmou que as unidades estão sem vacinas. “A geladeira apresentou uma alteração na capacidade de estabilização da temperatura, possivelmente causado por questão de oscilação da rede da Celesc. Estamos com caixas térmicas nesse momento no posto da Lagoa”, garantiu no meio da tarde.

“Para evitar situações como essa, o Município comprou 20 câmaras frias para colocar nas principais unidades de saúde e para estabilizar essas variações de energia que estão ocorrendo em alguns locais da cidade. Mas o posto da Lagoa vai continuar vacinando”, completou Silva.

O médico diretor do Sintrasem, Igor Tavares Chaves, também procurou informações sobre o caso e teve a mesma constatação que a reportagem. Servidores informaram que a unidade do Centrinho recebeu uma geladeira, mas o equipamento ainda está em processo de estabilização da temperatura. Por isso, ainda não há confirmação de quando o serviço será regularizado durante a semana.

Mais conteúdo sobre

Saúde