Caminhoneiro de SC é assaltado e carreta é encontrada na fronteira com a Bolívia 

Atualizado

Um caminhoneiro de Xaxim no Oeste catarinense, passou momentos de terror na mão de bandidos nesta semana. Sérgio Luiz Turra, de 57 anos, foi assaltado na última quarta-feira (31), em São Paulo. Ele foi feito refém, levado para um cativeiro e, somente foi libertado na sexta-feira (2). 

O caminhoneiro saiu de casa na última terça-feira (30) com destino a SP, onde descarregou uma carga de madeira. Já com o caminhão vazio, a procura de outro frete, ele foi rendido por pelo menos dois homens em uma estrada, na quarta-feira. 

A esposa do caminhoneiro, Lurdes Turra, de 53 anos, conversou com a reportagem do ND+. Por telefone, ela contou que os bandidos obrigaram Sérgio desembarcar do veículo e acompanhar um deles a pé. “O outro fugiu com o caminhão”, disse. 

Após o assalto, o caminhoneiro perdeu o contato com a família. “Ele costumava ligar para nós todos os dias, por isso, ficamos preocupados, pois não sabíamos de nada que estava acontecendo”, contou Lurdes. O telefone de Sérgio apenas chamava, mas o WhatsApp sempre estava online, no entanto, nunca respondia. 

Por volta das 4h da última quinta-feira, a esposa conseguiu conversar por telefone com Sérgio. “Ele dizia que estava bem, mas aparentava estar com a voz dele trêmula, muito estranho. Falava que não era para se preocupar”, lembrou a mulher que logo procurou os responsáveis da empresa, onde marido trabalha, para contar a situação. 

Já na manhã de sexta-feira, a família conseguiu novo contato com o homem, mas ele continuou com reações estranhas. “Ele disse para o patrão que estava indo para o Mato Grosso com uma carga de ferro, mas nós desconfiamos”, disse Lurdes. Logo a polícia foi comunicada sobre o caso. 

Caminhão recuperado

Carreta roubada era levada para a fronteira com a Bolívia

Por volta das 11h30 desta sexta-feira, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) recebeu o alerta do sequestro de um condutor e, que ele estaria sendo mantido refém na cabine de uma carreta que seguia para Corumbá, fronteira com a Bolívia.

Com as características passadas do veículo que estava atrelado a um reboque, com placas de Xaxim, de propriedade de uma transportadora, os agentes da PRF abordaram a carreta no km 760 da BR-262, em Corumbá no Mato Grosso do Sul.

Apenas o caminhoneiro, de 40 anos, estava na cabine, não sendo localizado Sério. O condutor contou que receberia R$ 600 para entregar a carreta em Corumbá e, que sempre que possível informava a localização para o “contratante”, de acordo com a PRF. 

Como já havia uma ocorrência de roubo o veículo de carga que estava vazio, e o condutor, foram levados para a Polícia Civil.

Carreta pertence a uma transportadora de Xaxim/SC – PRF/Divulgação/ND

Libertado 

Durante três dias, Sérgio foi mantido refém em um cativeiro na região de São Paulo, sob a mira de bandidos. Porém, o caminhoneiro foi libertado na tarde desta sexta-feira em Santos/SP. “Deixaram ele só com a roupa do corpo, sem documentos e celular”, contou a Lurdes, que recebeu uma ligação do marido no fim da tarde de sexta e soube do ocorrido. 

Para falar com a família, Sérgio procurou ajuda em uma empresa. Em seguida, dois filhos do caminhoneiro foram para SP para buscar o pai, que está hospedado num hotel e deve chegar em Xaxim na noite deste sábado. “Ele chora muito”, finalizou Lurdes. 

A Polícia Civil vai investigar o caso. Sérgio trabalha há 26 anos como caminhoneiro e está há 16 na transportadora. 

Polícia