Câncer: Você sabe como fazer a prevenção de forma regular?

A médica Carolina da Silva Miranda Emerich, oncologista clínica da Noova, explica que a falta de acompanhamento médico regularmente pode se tornar algo, que seria apenas um exame e uma consulta de rotina, em uma longa e cara jornada contra a doença e pela vida.

Autoexame de câncer de mama faz parte do sistema regular de prevenção – Foto: Divulgação

Se tem algo que nenhum especialista da saúde discorda, é isto: A prevenção é o melhor tratamento. Realizar os exames de rotina, com acompanhamento regular de seu médico de confiança, sempre é o melhor caminho.

Mas em meio à correria da atualidade, muitos obstáculos podem aparecer. Por isso, os especialistas alertam sem parar. “Cada vez mais, fica comprovado que a prevenção é o melhor tratamento que podemos oferecer para os nossos pacientes”, diz a oncologista clínica, Dra. Carolina da Silva Miranda Emerich, da Noova.

Ela lembra que há alguns exames rotineiros que independem de sintomas. Entre eles, a mamografia, o preventivo do colo uterino, popularmente conhecido como Papanicolau e a colonoscopia. “Têm idades para começar a realizar, e a periodicidade”, observa.

 

Rotina que traz segurança 

O acompanhamento médico regular é importante, porque é uma forma de o especialista saber a história do paciente, conhecê-lo melhor e, caso haja algum problema, diagnosticar com mais facilidade e rapidez. Se houver algum fator de risco, exames mais assertivos serão pedidos.

“Por exemplo, se um familiar próximo teve diagnóstico de câncer, já chama a atenção. De repente poderão ser pedidos exames mais precocemente, ou algum outro exame, além dos rotineiros”, afirma a médica Carolina Emerich. A ideia é sempre aumentar a chance de cura, diminuir custos e sofrimento do paciente e de sua família.

Mesmo com a tecnologia avançando, ainda é importante a prevenção. 

“É claro que temos novas abordagens, menos invasivas, com menos efeitos colaterais. Mas ainda assim, pesa mais na balança prevenir. Reforçamos a importância da prevenção”, diz a especialista da Noova.

“Na vida agitada, as pessoas acabam adiando a visita ao médico. Uma, duas vezes por ano, se você tirar o tempo para se cuidar, vai colher no futuro uma vida com mais saúde e bem-estar e com menos problemas e terá a segurança que você precisa”, aconselha a médica.

 

12 dicas preconizadas pelo  INCA – Instituto Nacional do Câncer 

para prevenção regular da doença

 

1 – Não fume!

Esta é a regra mais importante, principalmente para evitar câncer de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas, inaladas por fumantes e não fumantes.

 

2 – Alimentação

Alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultra processados. A alimentação deve ser saborosa, respeitar a cultura local, proporcionar prazer e saúde e incluir alimentos regionais.

 

3 – Peso corporal

Manter um peso saudável ao longo da vida é uma das formas mais importantes de se proteger contra o câncer. A base está na boa alimentação. A atividade física também contribui: Se não quiser ir às academias, pode caminhar no tempo livre, no deslocamento para outros compromissos, pedalar, dançar ou escolher aquele movimento que mais combina com você.

 

4 – Atividades físicas

Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, levar o cachorro para passear, cuidar da casa ou do jardim ou buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica ou musculação. Experimente, ache aquela modalidade que você goste, tente momentos em grupo, de forma prazerosa e divertida.

 

5 – Amamentação

O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil.

 

6 – Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos

As alterações das células do colo do útero são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica deste exame.

 

7 – Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos

A vacinação contra o HPV, e o exame preventivo (Papanicolau) se complementam na prevenção do câncer do colo do útero. Mulheres vacinadas, aos 25 anos, deverão fazer um exame preventivo a cada três anos, pois a vacina não protege contra todos os subtipos do HPV.

 

8 – Vacine contra a Hepatite B

O câncer de fígado está relacionado à infecção pelo vírus causador da hepatite B e a vacina é um importante meio de prevenção.

 

 9 – Evite bebidas alcoólicas

Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade.

 

10 – Evite carne processada

Carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela, peito de peru e blanquet de peru podem aumentar a chance de desenvolver câncer. Os conservantes (como os nitritos e nitratos) podem provocar câncer de intestino (cólon e reto) e o sal, o de estômago.

 

11 – Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios.

Se for inevitável a exposição ao sol durante a jornada de trabalho, use chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

 

12 – Evite exposição a agentes cancerígenos no trabalho.

Agentes químicos, físicos e biológicos ou suas combinações são causas bem conhecidas e preocupantes. É necessário o comprometimento de todos os envolvidos nos diversos processos de trabalho.

  

A profissional

Noova Oncologia tem uma equipe multidisciplinar, da qual Dra. Carolina da Silva Miranda Emerich faz parte, como oncologista clínica. Nascida em Florianópolis, ela é formada em Medicina na UFSC. Fez a primeira residência em Clínica Médica no Hospital Universitário da UFSC e depois, fez especialização em Oncologia Clínica no Cepon, onde também trabalha atualmente. A médica acompanhou o serviço de oncologia do Massachusetts General Hospital, em Boston, nos Estados Unidos, no setor de tumores do trato gastrointestinal. 

 Noova Oncologia

A Noova tem 18 profissionais especialistas na área. São oferecidas consultas nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Oncológica, Cirurgia Plástica, Cirurgia Torácica, Endocrinologia, Fisioterapia, Ginecologia e Obstetrícia, Mastologia, Nutrição, Oncologia Clínica e Urologia. Oferece infusão de medicamentos quimioterápicos e acompanhamento multidisciplinar dos pacientes. Realiza cirurgias nas especialidades de Ginecologia, Mastologia, Oncologia Plástica, Torácica e Urologia. O grupo atua há 10 anos em conjunto e, atualmente, atende cerca de 700 pacientes por mês.

Texto: Alessandra Cavalheiro / Jornalista / Mtb 9775

Noova Oncologia

Presidente Coutinho, 348 – Centro, Florianópolis
Telefones (48) 3037-4300 – 3024-5300
WhatsApp (48) 9 9631-5051

contato@noovaoncologia.com.br

Mais conteúdo sobre

Saúde Mais