Capitania dos Portos de Santa Catarina fiscaliza embarcações que saem do trapiche de Canasvieiras

O acondicionamento dos coletes salva-vidas estava errado em todas as 15 embarcações vistoriadas

A Capitania dos Portos de Santa Catarina realizou uma operação de fiscalização nas embarcações do Norte da Ilha na manhã desta terça (19), especificamente na praia de Canasvieiras, de onde diariamente saem dezenas de embarcações do trapiche.

A ação preventiva coordenada pelo Capitão dos Portos de Santa Catarina, Capitão de Mar e Guerra Luis Filipe Rabello Freire, reuniu 25 integrantes da Capitania que fiscalizaram 14 escunas e uma embarcação de mergulho entre 9h e 14h. Além das condições da própria embarcação e lotação, foram inspecionados todos os itens obrigatórios de segurança e a documentação.

Divulgação/Marinha/ND

Os coletes salva-vidas foram retirados de sacos plásticos e colocados em locais visíveis

Entre os itens obrigatórios avaliados estão a quantidade de botes de salvamento, que variam de acordo com o tamanho da embarcação, e as condições dos coletes salva-vidas. Em todas as embarcações inspecionadas foi observado que os coletes estavam guardados erroneamente em sacos plásticos.

Todos foram retirados das embalagens, contados e colocados em locais de fácil acesso. De acordo com as normas, os equipamentos devem estar à vista dos passageiros. O uso durante o passeio não é obrigatório, mas se algum passageiro quiser, pode solicitar durante o trajeto.

A capacidade de passageiros – que inclui crianças, desde recém-nascidos, e a tripulação completa – também deve estar escrita e visível. Toda embarcação deve ter um colete para cada passageiro e 10% da capacidade em coletes infantis independente de ter ou não crianças a bordo.

A vistoria da Capitania dos Portos será realizada em outros balneários da Capital nos próximos dias. Se a embarcação estiver com alguma situação irregular pode ser apreendida ou o proprietário multado. As multas variam de R$ 500 a R$ 4.000, de acordo com a infração. Passageiros que observarem alguma irregularidade podem denunciar pelo número (48) 3281-4800, disque-denúncia da Capitania dos Portos de Santa Catarina.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...