Carne de urso é servida em restaurante da Albânia

Atualizado

Um restaurante na Albânia oferece para seus clientes carne de urso, caçado ilegalmente no país. Na Albânia, é ilegal a caça de animais silvestres e pesquisadores dizem que foi a primeira vez que viram carne de urso cozida na Europa. 

Filhote mantido pelo dono de um hotel para atrair turistas – Foto: Divulgação/Jornal/The Independent

Os animais são vendidos em mercados online e, segundo investigação, ursos, macacos e aves de rapina estão entre os mais vendidos. Anúncios eram feitos para atingir as vendas de espécies ilegais e um portal de restaurantes online, confirmou a oferta. 

Leia também:

A caridade de proteção animal, Four Paws, disse que depois que a sua equipe relatou anúncios ilegais, eles foram excluídos, porém reapareceram dias depois.

Os compradores, em sua maioria, são donos de restaurantes e hotéis que mantêm os animais para atrair turistas. Indivíduos que procuram para mantê-los como estimação ou símbolo de status, também estão entre os compradores.  

De acordo com os investigadores, macacos e aves de rapina costumam ser mantidos em bares e restaurantes na Albânia como atração turística, enquanto as raposas são vendidas por seus pelos. Alguns animais são mortos, empalhados e expostos.

Um outro restaurante na cidade de Drilon, também foi encontrado anunciando carne de urso em seu cardápio no Facebook. 

Comércio proibido na Albânia

Caçar espécies protegidas, mantê-las em cativeiro e vendê-las é proibido no país. Essa caça foi proibida após um enorme declínio da vida selvagem nativa, causada justamente por caçadores.

“Na verdade, não há estação de caça para animais selvagens na Albânia, há uma moratória e proibição de caça por anos em todo o país”, diz um porta-voz da Proteção e Preservação do Meio Ambiente na Albânia.

Os infratores depois de identificados podem ser presos. 

Com informações do jornal The Indepentent

Mais conteúdo sobre

Mundo