Carro da Funasa de Florianópolis se envolve em grave acidente com seis mortos no Paraná

Um acidente grave deixou seis pessoas mortas na BR-277, em Balsa Nova (PR), no início da tarde desta quinta-feira (25). Entre os envolvidos estavam três caminhões e quatro carros – dois deles de Santa Catarina. As vítimas fatais incluem uma mulher de 57 anos e um homem, ainda não identificado, que viajavam em um Ford Escort SW da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), com placas de Florianópolis.

Acidente deixou seis vítimas fatais na BR-277, no Paraná - PRF/Divulgação/ND
Acidente deixou seis vítimas fatais na BR-277, no Paraná – PRF/Divulgação/ND

O engavetamento ocorreu no km 125 da rodovia, no sentido Curitiba, no final da Serra de São Luis do Purunã. Foi pouco antes das 14h, quando o trânsito estava lento no local, que uma das carretas colidiu com a traseira de um dos veículos. O impacto fez com que três carros fossem prensados entre as carretas e outro veículo fosse atingido.

Entre as vítimas fatais também estão um homem de 70 anos e outra pessoa, ainda não identificada, que seguiam em um Volkswagen Gol de Francisco Alves (PR). Em uma Land Rover Discovery, de Curitiba, morreram duas meninas, de sete e 11 anos. As demais vítimas, um casal que estava na Land Rover e um ocupante do Escort, foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e pela equipe médica da concessionária Rodonorte. Elas foram encaminhadas para hospitais de Campo Largo e Curitiba. Os motoristas dos caminhões, assim como o condutor de um Chevrolet Cobalt, com placas de Balneário Camboriú, não tiveram ferimentos. 

Os carros foram prensados após uma carreta se chocar contra a traseira de um deles - PRF/Divulgação/ND
Os carros foram prensados após uma carreta se chocar contra a traseira de um deles – PRF/Divulgação/ND

O condutor do caminhão responsável pelo acidente foi preso e realizou o teste do bafômetro – o resultado foi negativo para ingestão de álcool. Segundo a PRF, ele alegou que teria ficado sem freios. O motorista foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil em Campo Largo.

Conforme a PRF do Paraná, um dos caminhões carregava milho, enquanto um outro caminhão-tanque, que transportava combustível, estava vazio. Como o caminhão-tanque não passou por descontaminação, foi preciso aguardar a chegada de uma equipe especializada, de Itajaí, para realizar a remoção dos veículos. A PRF não soube informar a carga da terceira carreta.

Próximo ao local, durante o acidente, estavam sendo realizadas obras na rodovia, e, conforme a PRF, havia a devida sinalização. Por volta das 19h, os veículos ainda estavam sendo removidos da pista, gerando 20 km de filas. O trânsito seguia pelo acostamento desde as 18h.

Cidade